AF: homem cai em golpe de cigana (ler a mão) e perde mais de cinco mil reais

Teste de Espaço de Anúncio
Foto: Ilustrativa
foto: ilustrada 
Mais de cinco mil reais, este foi o prejuízo de um homem de 45 anos que caiu em um golpe nesta quarta-feira (12) em Alta Floresta.

Dr. Pablo Carneiro, Delegado de Polícia, disse que o caso seria cômico se não fosse trágico e os relatos das vítima são de que ele e a esposa iriam sacar um benefício que estaria guardando a mais de três anos, momento que na entrada da agência bancária foram abordados por uma mulher que dizia ser cigana pedindo para ler a mão das vítimas.

Ocorre que o esposo acabou aceitando a proposta e após a leitura a mulher disse que seria necessário desfazer um trabalho (mal feito) que alguém de sua família teria feito contra ele e para isto seria necessário comprar alguns materiais (velas ect.)

A Vítima disse ter acredito e após repassar o valor solicitado pela mulher foi informado que outro valor seria necessário agora para fazer outro trabalho a fim de que a partir daquele momento ele se tornasse uma pessoa próspera e saudável.

Dr. Pablo disse que durante a leitura ela tocou em um ponto que o deixou vulnerável e sensibilizado relativo à saúde, instante que a vítima acabou cedendo e além do valor de quase cinco mil reais ainda passou em uma farmácia e comprou fiado alguns objetos de uso pessoal no valor de trezentos e setenta e oito reais.

Para o casal, a mulher disse que devolveria o dinheiro gasto na farmácia no dia seguinte e para isto era necessário que eles comparecessem no local e horário determinado por ela, porém, até aquele aquela tarde ela não teria comparecido conforme combinado.

Após todo relato das vítimas, policiais fizeram rondas pela cidade, no entanto, a cigana não foi localizada.

Marcos José / Abraão Lincoln Radio Araguaia 

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.