Trio suspeito de matar e enterrar travesti é solto em MT

Teste de Espaço de Anúncio
Eles foram liberados, pois não poderiam ser interrogados à noite; Polícia pediu novo depoimento

Mari de Bastos (no detalhe) está desaparecida há 17 dias
 O trio suspeito de matar e enterrar a travesti Mari de Bastos Lima, de 37 anos, foi solto neste sábado (25), em Santo Antônio do Leverger (a 35 km de Cuiabá), com base na lei de abuso de autoridades,



A norma, que define condutas e punições a autoridades que tomarem atitudes consideradas abusivas, começou a valer em janeiro de 2020.



Segundo informações da Polícia Militar do Município, os três homens foram interrogados à noite o que, de acordo com a lei, não é permitido.



Por isso, os policiais liberaram os suspeitos e solicitaram que eles retornem para depor na próxima segunda-feira (27).



O trio foi preso na última sexta-feira (24), após populares identificarem um dos homens como possível participante no desaparecimento da vítima.



Na ocasião, ele afirmou que viu dois suspeitos caminhando com a vítima nos fundos de uma rádio comunitária da cidade.



Ele disse que a dupla enterrou o corpo da travesti e chegou a levar os policiais até o local onde supostamente foi ocultado o corpo.



Diante das informações, os policiais militares acionaram uma equipe do Corpo de Bombeiros e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) para ajudar nas buscas.



Entretanto, até o momento, o corpo de Mari não foi localizado pelas equipes.



Mari está desaparecida desde o dia 8 de janeiro, após sair do trabalho. Na manhã seguinte, 9 de janeiro, um amigo foi até sua residência e não a encontrou em casa.
Midia News 

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.