Professor invade escola, tenta matar diretora a facadas e é preso em MT, diz PM

Teste de Espaço de Anúncio
Professor invadiu escola, tentou matar diretora a facadas e foi preso em Rondonópolis — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Marcas de sangue ficaram pela escola em Rondonópolis — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Um professor foi preso na manhã desta sexta-feira (29) depois que invadiu uma escola e tentou matar uma diretora a facadas em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, o suspeito, Cleiton Gomes Da Silva, de 45 anos, esfaqueou a diretora Rosileide Vaz da Silva.
O caso ocorreu por volta de 7h (horário de Mato Grosso) na Escola Municipal Daniel Paulista Campos, localizada no bairro Residencial Margaridas.

A escola lamentou o ocorrido e divulgou nota sobre o caso (veja a nota ao final da matéria).
De acordo com a PM, ele entrou na sala da diretora, colocou uma mesa na porta para impedir a saída da vítima e tirou uma faca da bolsa.
Em seguida, Cleiton esfaqueou a vítima, mas foi contido por uma outra funcionária. A testemunha conseguiu tirar a mesa da porta e gritou por socorro.
Outras pessoas entraram na sala, tiraram a faca da mão do suspeito e socorreram a diretora. O professor foi imobilizado por testemunhas e pela Polícia Militar.

Rosileide foi levada às pressas ao posto de saúde do bairro e transferida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto Atendimento. Ela teve diversos ferimentos pelo corpo.
O professor foi preso pela Polícia Militar e encaminhado à 1ª Delegacia da Polícia Civil.

Nota da escola
A Prefeitura de Rondonópolis lamenta o ocorrido na Escola Municipal Daniel Paulista Campos, localizada no Residencial Margaridas e informa que as secretárias municipais de Educação, Carmen Garcia Monteiro e de Governo, Mara Gleibe da Fonseca, estão acompanhando o caso.

A diretora da unidade, Rosileide Vaz da Silva, foi esfaqueada na manhã desta sexta-feira (29) dentro da escola pelo professor de matemática, Cleiton Gomes da Silva.

Equipes da Prefeitura acompanham a condição de saúde da diretora que está internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Até às 9h desta sexta, a diretora ainda estava recebendo atendimento médico. Segundo a equipe médica, Rosileide teve três perfurações: uma no ombro, outra no cotovelo e outra nos dedos da mão. Ela está estável.

Rosileide foi atacada dentro de sua sala e socorrida por funcionários da escola que a encaminharam ao hospital. O professor foi preso e segue detido na 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis.

Conforme a Secretaria Municipal de Educação (Semed), os alunos estavam na escola no momento da agressão e foram mantidos nas salas de aulas pelos professores para que a segurança de todos fosse garantida. Após o ocorrido, os estudantes foram dispensados.


A Semed ressalta que as aulas estão suspensas na Escola Daniel Paulista nesta sexta-feira (29) e ainda analisa quando as aulas voltarão a normalidade.

A Semed explica que o professor é servidor efetivo do município e estava em processo de readaptação de função depois de ter permanecido afastado para tratamento de saúde.
Escola Municipal Daniel Paulista Campos — Foto: Assessoria
Escola Municipal Daniel Paulista Campos — Foto: Assessoria
Faca usada pelo professor para esfaquear a diretora foi apreendida em Rondonópolis — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Faca usada pelo professor para esfaquear a diretora foi apreendida em Rondonópolis — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Cleiton Gomes Da Silva, de 45 anos, é professor de xadrez e esfaqueou a diretora Rosileide Vaz da Silva — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria
Cleiton Gomes Da Silva, de 45 anos, é professor de xadrez e esfaqueou a diretora Rosileide Vaz da Silva — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria.
Rosileide Vaz da Silva — Foto: Facebook/Reprodução
Rosileide Vaz da Silva — Foto: Facebook/Reprodução.


Por G1 MT


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.