CUIABÁ; Empresário da Sport Car já deu calote em 4 estados e desapareceu

Teste de Espaço de Anúncio

 O programa Fantástico, da Rede Globo, repercutiu neste domingo (7) o escândalo do calote dos carrões de luxo de Cuiabá. De acordo com o que apurou a reportagem, junto à polícia, o empresário Marcelo Sixto, dono real da Sport Cars Multimarcas, já deu o mesmo calote em três estados, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Em Cuiabá, a loja que fica na avenida Miguel Sutil, está em nome da esposa dele, Thays Dalavale. Ela nega ter participação na ocorrência. Não há informações sobre o paradeiro do casal.
Marcelo sport car



AInda de acordo com o Fantástico, o calote, na Capital, foi aplicado contra 48 proprietários de carros. Um dos carros colocados à venda, um Lamborghini, vale R$ 400 mil.

As vítimas acreditaram na credibilidade de uma loja, que movimentava mais que compra e venda. O empresário Marcelo também ia à Europa e levava clientes, apaixonados pelo mundo dos carros de luxo, promovia eventos e era referência no setor, sendo considerado um inovador.

Desde 27 de março, a loja fechou, sob alegação de falência. Dois dias depois, os credores, irritados, sem receber deste outubro do ano passado, saquearam tudo, levando de TV à torneiras.

Na polícia, foram registrados 12 boletins de ocorrência registrados nos últimos dias, por estelionato ou apropriação indébita.

No Fantástico, um advogado lesado pela revendedora deu entrevista. Outro cliente, que não se identificou, pediu a prisão do empresário. "Esse cara tinha que está preso, que falência é essa? Pegou o meu dinheiro e sumiu?" - questiona a vítima.

A defesa do casal disse que eles enganaram os clientes, mas não para ficar com o dinheiro deles e sim tentar fazer o giro financeiro e conseguir, na verdade, pagá-los.

Portalaranatinga - RD News - Keka Werneck

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.