Bandidos trocam tiros com a PRF e fazem reféns durante fuga na BR-364

Teste de Espaço de Anúncio




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou, na noite de segunda (15), um veículo Duster, com placas do Rio de Janeiro, com registro de roubo. A ação policial aconteceu por volta das 21h15, no km 387 da BR-364, em Cuiabá, após o motorista desobedecer a ordem de parada. Durante o acompanhamento tático, os bandidos atiraram contra os policiais e sequestraram funcionários de uma empresa.

Em fuga e dirigindo perigosamente no sentido sul da rodovia, o Duster foi acompanhado por cerca de 7 km pela viatura policial. No percurso, os bandidos espalharam objetos pontiagudos na via, conhecidos como “miguelitos”, que danificaram os pneus da viatura. A suspeita é que três homens ocupavam o carro.

Após se desvencilharem dos PRFs, os bandidos invadiram o estacionamento de uma empresa às margens da BR-364, no km 380. No local, eles abandonaram o Duster e deram continuidade à fuga, dessa vez fazendo uso de um veículo Celta. O proprietário do carro e um outro funcionário da empresa foram obrigados a seguir com os criminosos.


De acordo com as vítimas, os bandidos levavam uma mala, duas sacolas e uma caixa de munições. Ainda segundo o relato das vítimas, um dos bandidos tinha uma pistola com a qual fazia ameaças constantes, durante cerca de três horas. As vítimas foram libertadas próximo à Serra de São Vicente.

Dentro do Duster os PRFs encontraram mais objetos pontiagudos (miguelitos), 22 munições de 9mm intactas e cinco estojos deflagrados. Os agentes constataram que o carro tinha registro de roubo e as placas originais são do município de Cuiabá.

Apesar da troca de tiros, nenhum policial rodoviário federal se feriu. As vítimas seqüestradas também foram liberadas sem lesões. Forças policias da região foram acionadas e seguem na busca dos bandidos.

A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil em Cuiabá.






RepórterMT/PRF

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.