Hospital de Sinop realiza primeiro implante cardíacoHospital de Sinop realiza primeiro implante cardíaco

Teste de Espaço de Anúncio

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

O hospital filantrópico de Sinop, Santo Antônio, vai realizar nesta terça-feira (19), uma cirurgia cardíaca de alto risco. Uma equipe médica realizará o primeiro Implante Transcateter de Válvula Aórtica (TAV), em um paciente de 83 anos. O procedimento envolverá vários profissionais da área médica. São quatro equipes: o anestesista, um cirurgião cardíaco, um hemodinamissista e um ecocardiografista.

Com uma estrutura que conta com leitos de internação, bloco cirúrgico e UTI, o Santo Antônio completou o círculo para a ala de cardiologia ainda em 2015, quando inaugurou a hemodinâmica - serviço de cardiologia intervencionista que identifica obstruções das artérias coronárias ou avalia o funcionamento das válvulas e dos músculos cardíacos.

O diretor do hospital, Wellington Randall, revela que, agregado aos recursos tecnológicos, a unidade cresceu, também, nos recursos humanos, mantendo em seu quadro os mais excelentes e capacitados profissionais da área médica. “Os médicos do Santo Antônio nos deixam tranquilos porque sabemos que estão sempre querendo trazer para Sinop o que aprendem de melhor nos congressos que participam dentro e fora do Brasil”, pontuou.

Alan Ósti, um dos médicos que estará na equipe que realizará a cirurgia no paciente de 83 anos explica que há 10 anos esse procedimento era bastante agressivo. “Nós tínhamos que abrir o peito do paciente para realizar o procedimento, no entanto, muitas vezes os riscos do paciente não aguentar nos impedia de operá-lo. Hoje, o TAVI nos permite, em duas horas, operá-lo através de uma punção na virilha, como se fosse um cateterismo e por ali a gente acessa a válvula e faz o implante dessa prótese”, revela o médico Antônio Hélio que também está na equipe responsável pelo transplante adiantando que o paciente chega na UTI acordado e sem tubo, respirando sozinho.

Na técnica anterior, quando se abria o peito do paciente para realizar o transplante, era necessário parar o coração e desviar o sangue todo do coração e do pulmão para uma máquina. Agora, o procedimento é feito todo com o coração movimentando, além, é claro, de ser bem menos invasiva.


É um procedimento minimamente invasivo, que permite a correção em uma redução no diâmetro da válvula aórtica. A válvula que é implantada permite restabelecer volumes normais de passagem do fluxo de sangue do ventrículo esquerdo para a aorta.

O implante transcateter de válvula aórtica é uma opção bem estabelecida para o tratamento da estenose aórtica sintomática em pacientes com risco cirúrgico elevado.


GC Noticias
Mensagem no facebook;


Ao longo dos nossos 28 anos de funcionamento, crescemos e buscamos oferecer, cada vez mais, recursos para a população de uma região que abrange até o Sul do Estado vizinho Pará.

Hoje o Hospital Santo Antônio entra para o hall dos hospitais que são capazes de fazer cirurgias cardíacas de alto risco. A equipe médica da foto realizará o primeiro Implante Transcateter de Válvula Aórtica (TAV).

O implante transcateter de válvula aórtica é uma opção bem estabelecida para o tratamento da estenose aórtica sintomática em pacientes com risco cirúrgico elevado.
A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.