MP pede afastamento de vereadora que supostamente recebe auxílio-doença de forma indevida em MT

Teste de Espaço de Anúncio
Vereadora Sidonia Kessler foi flagrada dirigindo pelas ruas da cidade mesmo alegando estar com atestado médico — Foto: Divulgação
Vereadora Sidonia Kessler foi flagrada dirigindo pelas ruas da cidade mesmo alegando estar com atestado médico — Foto: Divulgação
O Ministério Público de Mato Grosso requereu o afastamento da vereadora Sidonia Kessler do cargo de vereadora de Feliz Natal, município a 518 km de Cuiabá. A parlamentar, que também ocupa o cargo efetivo de motorista da prefeitura, está incapacitada de exercer as funções por razões médicas desde abril do ano passado, mas foi flagrada por diversas vezes dirigindo nas ruas da cidade.

O MP diz que ela está recebendo o auxílio-doença de forma indevida.
Também foram feitos registros da parlamentar chegando na Câmara Municipal dirigindo um Gol branco — Foto: Divulgação
Também foram feitos registros da parlamentar chegando na Câmara Municipal dirigindo um Gol branco — Foto: Divulgação


À TV Centro América a vereadora disse que está afastada por ter quebrado o joelho. Ela disse que passou por cirurgia e que vai retornar ao trabalho assim que tiver autorização médica. Afirmou também que não pode 'contestar o atestado médico'.

Denúncias encaminhadas à ouvidoria do Ministério Público apresentam postagens nas redes sociais da parlamentar ao volante. Durante as investigações, o Ministério Público ouviu testemunhas próximas da vereadora que também confirmaram ser frequente ela dirigir veículo particular.

Também foram feitos registros da parlamentar chegando na Câmara Municipal dirigindo um Gol branco.
Vereadora foi flagrada dirigindo pelas ruas da cidade mesmo alegando estar com atestado médico — Foto: Divulgação
Vereadora foi flagrada dirigindo pelas ruas da cidade mesmo alegando estar com atestado médico — Foto: Divulgação
Por G1 MT e TV Centro América



Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.