Após 37 presidentes, Janaina assume comando do Legislativo

Teste de Espaço de Anúncio
janaina riva

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) assume a chefia do Legislativo, na condição de presidente da Mesa Diretora da Casa de Leis, com o afastamento do deputado democrata, Eduardo Botelho, por 120 dias.



Botelho tira agora em abril, uma licença de quatro meses para realização de uma bateria de exames.



Com 30 anos de idade, a parlamentar emedebista é considerada como uma das grandes lideranças de Mato Grosso. Prova da cristalização de sua imagem foram os 51.503 mil votos obtidos nas urnas, colocando-a na liderança, na disputa por uma vaga no Parlamento estadual no último 7 de outubro de 2018. Aliás, a emedebista foi a primeira mulher a ser eleita em primeiro lugar na história do estado.



Seu prestígio é tão grande, em particular, com os servidores públicos estaduais, que em 18 de janeiro, em uma audiência pública realizada na Assembleia Legislativa, a emedebista foi chamada de futura governadora pelos lideres sindicais e ovacionada pelos servidores que assistiam o debate, como a sucessora de Mauro Mendes (DEM), em 2022.



“Em janeiro deste ano, Janaina foi chamada de futura governadora pelos lideres sindicais e ovacionada pelos servidores como a sucessora de Mauro Mendes,em 2022”
Em 2016, quando Pedro Taques (PSDB) era governador do Estado, a deputada ganhou a confiança do funcionalismo público durante a greve geral, ao definir de que lado estava na mesa de negociação, na discussão pelo pagamento da RGA.



E mesmo agora, quando sua legenda faz parte da base de apoio do gestor estadual, Mauro Mendes, Janaina não se furtou em voltar a defendê-los, mostrando sua independência política dentro da Casa de Leis.



Ainda para se ter uma ideia de sua votação no último pleito, o segundo lugar que foi assegurado por Ondanir Bortolini, conhecido como Nininho, teve 13 mil votos a menos que a parlamentar.



Em sua conta no Instagram, a parlamentar agradeceu Botelho pela oportunidade de proporcionar não só a ela, mas a todas as mulheres este momento único: um lugar no pódio, na difícil luta de assegurar um espaço de poder, em um mundo ainda absolutamente machista.



Atualmente vice-presidente, a deputada assume o comando do Parlamento após 37 homens presidirem a Assembleia. Nas redes sociais, ela prometeu a Botelho que 'corresponderia à altura sua confiança'.



De um para outro Parlamento.
O afastamento de Botelho do Legislativo ainda abriu vaga para o vereador social democrata,Toninho de Souza. Que troca a Câmara de Cuiabá por uma cadeira em outro Parlamento.

O vereador disputou uma das 24 cadeiras da Asssembleia, em 2018, e obteve 17.133 votos, o que lhe garantiu a terceira suplência da coligação “Pra Mudar Mato Grosso IV”, composta por DEM; PDT; PSC; MDB; PHS; PMB e PSD.



A primeira suplência ficou com Romoaldo Júnior (MDB), que assumiu a vaga deixada por Alan Kardec (PDT), atualmente secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer.

toninho de souza

O BOM DA NOTICIAS

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.