Médicos estabilizam filho de procurador e salvam braço de estudante

Teste de Espaço de Anúncio




Os dois jovens que sobreviveram ao triplo atropelamento na saída da Boate Valley Pub, na Avenida Isaac Povoas, na madrugada do último domingo (23) em Cuiabá, apresentaram melhoras no quadro de saúde. O cantor sertanejo e filho do procurador de Justiça Mauro Viveiros, Ramón Alcides, está estável. Com relação à estudante de Direito Hya Girotto, foi descartada a possibilidade de amputação de um braço fraturado no acidente. Os dois seguem em coma induzido.

Ramón passou por uma cirurgia ainda no domingo para liberação da pressão no cérebro. Ele sofreu traumatismo craniano no atropelamento. Por meio do Instagram, irmãos do jovem relataram que aos poucos a vítima vai apresentando melhoras.

"Permanece estável, adrenalina já foi retirada, a pressão arterial vai normalizar naturalmente. A gente está tendo muito apoio, muita força,  que é muito importante nessa hora, não foi diagnóstica nenhuma fratura, nada grave nele. Ele está em recuperação muito boa, está dando tudo certo, vamos continuar nesta campanha", relataram irmão e irmã da vítima na rede social.






Conforme apurado pelo Repórter MT, a segunda sobrevivente, Hya Girotto não corre mais risco de ter o braço amputado, hipótese levantada anteriormente. Ela teve que passar por cirurgias para voltar o braço no lugar e desobstruir artérias. A recuperação dela é acompanhada para que possa respirar sem ajuda de aparelhos em breve.
Entenda o caso

Rafaela Screnci da Costa Ribeiro
Rafaela foi detida, porém, liberada após pagar fiança.

Hya e Ramón estavam saindo da boate na compania da amiga Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos, na madrugada de domingo 23 de dezembro. Eles atravessavam a Avenida Isaac Povoas quando foram atingidos por uma picape Renault Oroch dirigida pela bióloga e professora da Univerdade Federal de Mato Grosso (UFMT), Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, de 33 anos.

Myllena morreu na hora, após o carro passar com duas rodas sobre o corpo dela. As outras duas vítimas foram socorridas e internadas.

Rafaela foi presa em flagrante, passou a noite na delegacia, mas foi liberada na segunda-feira 24 de dezembro, após passar por audiência de custódia e pagar fiança de R$ 9,5 mil.

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.