Atoleiros desafiam motoristas na MT-322 no trecho que liga São José do Xingu a Matupá

Teste de Espaço de Anúncio
Em 2015 uma Expedição realizada pelo governo de Mato Grosso fez o percurso (Crédito: Agência da Notícia/Reprodução)
Em 2015 uma Expedição realizada pelo governo de Mato Grosso fez o percurso



Mais um ano se passa e os mesmos problemas assombram os motoristas que precisam trafegar pela antiga rodovia federal BR-080, hoje MT-322 que liga a região Xingu ao Norte do estado de Mato Grosso. São 280 km de estrada de chão entre os municípios de São José do Xingu e Matupá.

Conforme informações repassadas ao Site Agência da Notícia, o trecho que corta o Parque Nacional do Xingu está bastante castigado pelas chuvas, atoleiros e muita lama tornam a viagem um verdadeiro desafio de paciência e desgaste dos veículos.

Motoristas de veículos de passeio relataram que estão gastando até 8 horas de viagem no trecho, já carretas e caminhões gastam até dois dias para concluírem o percurso.

Alguns trechos levam os condutores praticarem manobras perigosas, na tentativa de desviar de atoleiros e evitarem ficarem presos no barro. O ônibus da Viação Xavante gasta em média 10 horas para concluir o trajeto, isso caso não ocorra imprevistos.

Em 2015 uma Expedição realizada pelo governo de Mato Grosso fez o percurso de Matupá a Santa Cruz do Xingu, mas nada mudou no trajeto que continua um “pesadelo” aos motoristas.


Leandro Kervalt


Agência da Notícia/


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.