Marido suspeito de matar servidora com facada do pescoço é encontrado morto

Teste de Espaço de Anúncio
Marido suspeito de matar servidora com facada do pescoço é encontrado morto
Foto: Visão Notícias



Wilson Tomé, de 49 anos, suspeito de matar com um golpe de faca no pescoço a ex-mulher e servidora pública, Marta Alves Martins, de 40 anos, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (5), em uma estrada que fica a sete quilômetros de Sinop (a 480 quilômetros de Cuiabá).

De acordo com a polícia, Marta e Wilson foram casados por 25 anos, mas estariam separados há três meses. Na manhã de hoje (5), ele teria ligado para a família da servidora e informado que teria acontecido algo com ela. Na casa, os familiares encontraram Marta morta e com uma faca cravada no pescoço.

Suspeita-se que o ex-marido não aceitava o fim do relacionamento e por este motivo matou a ex-mulher.  Ele teria fugido com um carro, modelo Prisma, de cor branca. Horas depois seu corpo foi localizado por policiais militares com sinais de enforcamento na entrada Nanci no município. A polícia investiga a hipótese de suicídio.

A Perícia Técnica (Politec) esta no local. A Polícia Civil investiga os casos.

Luto

A Prefeitura de Sinop decretou luto oficial em razão do falecimento da servidora Marta. A especificação consta de Decreto número 248/2018, assinado pela prefeita Rosana Martinelli.

Em virtude do decreto, o atendimento ao público no período da tarde no Paço municipal foi suspenso. Também não há expediente na Secretaria de Administração que, desde o período da manhã, já havia suspendido os serviços. Nas demais secretarias, autarquias e órgãos vinculados ao Executivo o serviço no período vespertino segue ininterrupto.

Marta fazia parte do quadro de funcionários da Secretaria Municipal de Administração, onde atuava no setor de Recursos Humanos.



Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.