Grávida, namorada diz que piloto que sobreviveu a queda de avião soube sexo do bebê 2 dias antes de seguir para MT: 'Viajou feliz'

Teste de Espaço de Anúncio

Casal está à espera de uma menina. Rebeca Razzaboni continua no Paraná onde eles moram e tem conversado com Maicon Semencio Esteves, que está na UTI de hospital em MT, por telefone.


Rebeca Razzaboni Freitas e Maicon Semencio Esteves esperam bebê — Foto: Arquivo pessoal
Rebeca Razzaboni Freitas e Maicon Semencio Esteves esperam bebê — Foto: Arquivo pessoal

A namorada do piloto Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, que sobreviveu a uma queda de avião na região de Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá, e foi resgatado quatro dias depois, está grávida do primeiro filho do casal. Segundo Rebeca Razzaboni Freitas, 27 anos, o sexo do bebê foi descoberto dois dias antes do acidente. É uma menina.

“Ele saiu para viajar muito feliz com a notícia. Após o acidente, não foi um momento fácil, mas a cada notícia minha esperança se renovava”, contou.

Rebeca está grávida de cinco meses. Ela contou que Maicon pergunta muito sobre o bebê.

“Fiz uma cirurgia recentemente e não pude viajar, então conversamos pelo celular. Ele sempre pergunta da bebê, se ela está bem, como está os exames de ultrasson, sempre preocupado e feliz quando conto sobre as roupinhas que já comprei para a bebê”, disse.

Segundo Rebeca, após a recuperação de Maicon, eles devem morar juntos. Atualmente, ela mora em Londrina (PR), por causa do trabalho. Já o namorado mora em Primeiro de Maio, também no Paraná. O casal está junto há quatro anos.

Maicon sofreu acidente de avião e se recupera em hospital — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução
Maicon sofreu acidente de avião e se recupera em hospital — Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução
“O nosso futuro era baseado no futuro dele na viação, pretendíamos mudar para o norte ou nordeste, mas o foco agora é a recuperação dele e a bebê”, ressaltou.

Recuperação
O piloto permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital 13 de Maio, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Ele já foi submetido a três cirurgias plástica nas mãos, rosto e tórax. Maicon está internado desde quinta-feira (8).

De acordo com o boletim médico, o piloto já se recuperou da insuficiência renal, respira sem a ajuda de aparelhos e se alimenta oralmente. No entanto, devido às queimaduras, precisa de cuidados intensivos.

Avião agrícola caiu em área de mata em Peixoto de Azevedo — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação
Avião agrícola caiu em área de mata em Peixoto de Azevedo — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação
Ainda não há previsão de quando ele terá alta da UTI.

O acidente
Maicon estava sozinho e comandava um avião, modelo Neiva EMB-201, matrícula PT-GSH. Saiu de Porto Nacional, no Tocantins, para fazer um translado até Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, quando sofreu o acidente, no domingo (4).

Desde então, o piloto estava sendo procurado pela Polícia Militar, amigos e familiares que foram para o local para ajudar nas buscas.

Os destroços do avião foram encontrados por trabalhadores de uma fazenda próxima ao local do acidente.

Ele foi encontrado quatro dias depois do acidente. Maicon estava próximo de um rio, bastante debilitado. Em seguida, foi levado de ambulância para Peixoto de Azevedo.

O piloto teria andado 2 km do local da queda do acidente até onde foi localizado.


Segundo um fazendeiro que ajudou nas buscas, o piloto conseguiu chegar em uma região com água, mas não conseguiu ingerir o líquido por estar muito debilitado.

Por G1 MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.