Cacique tenta votar 71 vezes é preso; índios atacam Exército com flechas

Teste de Espaço de Anúncio
O cacique, segundo o TRE, queria votar por todos os moradores da aldeia. Em outra situação, os indígenas rejeitaram a presença do Exército.


O cacique de uma aldeia na região de Guarantã do Norte (715 km ao Norte de Cuiabá) foi preso na manhã deste domingo (7) com 71 títulos de eleitores. Segundo informações, o acusado é da etnia Kayapó e votaria por todos os moradores da aldeia.

O índio, que não teve o nome revelado, foi flagrado pelo juiz eleitoral Diego Hartmann, que ao perceber a movimentação suspeita tentou conversar com cacique, que se recusou a falar em português.

O indígena foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos.

Flechadas

O segundo caso aconteceu em Brasnorte (579 km a Noroeste da Capital) quando índios receberam militares do Exército e a urna eletrônica a flechadas. Não houve registro de feridos.

“Tivemos que acionar a Funai para que intercedesse na situação, mas em 30 minutos conseguimos controlar a situação, pois, lá são apenas 70 eleitores”, disse o juiz auxiliar da presidência, Lídio Modesto.

Repórter MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.