Sorriso: Por telefone, policiais militares salvam vida de recém-nascido que não conseguia respirar

Teste de Espaço de Anúncio

Por volta das 02:52h desta quinta-feira (27/09), a polícia militar foi acionada via COPOM pela senhora Pâmela, que estavam desespero, sem saber o que fazer, pois a mesma estava com seu neto de apenas 8 dias (recém-nascido), que o mesmo nasceu prematuro, de 34 semanas e não estava conseguindo respirar.

Segundo relato da comunicante, a criança estava ficando roxa, saia muita saliva pela boca, e a mãe teria apenas 14 anos e mora com a avó no bairro Mario Raiter.

Por se tratar de um bairro distante do Centro de Sorriso, e não possuíam veículo e nem meios próprios para se deslocarem até o UPA, a guarnição da polícia militar, que atendeu a ocorrência, ligou para o Corpo de Bombeiros, para se deslocarem até a residência da mesma, e juntamente, e antes que os bombeiros chegassem ao local, os policiais   começaram a passar orientações de primeiros socorros via telefone para a avó da criança.

A mesma foi orientada a colocar o bebê com a barriga para baixo em cima do seu braço, a usar a coxa para apoio e com a mão segurar a mandíbula do bebê, deixando a cabeça do seu bebê mais baixa do que o corpo, para facilitar a saída do leite que está fazendo o pequeno engasgar.

Então, com a palma da sua mão dê 5 tapas entre as escapulas do bebê no meio de suas costas, mesmo assim a criança ainda não estava melhorando momento este que foi orientado a mãe a Virar o bebê com a barriga para cima, ainda apoiado embaixo do seu braço e em cima da sua coxa.

Os policiais ordenaram que a avó colocasse os dois dedos da outra mão sobre o esterno, osso que divide o peito ao meio, na altura dos mamilos, e realizasse 5 compressões, neste momento a criança começou a respirar e segundo relato da avó teria saído várias salivas de dentro de suas vias respiratórias.

 O Corpo de Bombeiros chegou na residência e encaminhou a criança até o UPA (Unidade de Pronto Atendimento), em seguida a avó da criança ligou para agradecer ao atendente do COPOM SD PM Gleidson e ao Cabo PM Sias pelas orientações pois segundo a mesma a equipe médica disse para ela se não fosse estas orientações a criança teria vindo a óbito pois estava bastante roxa e não conseguia respirar.

Fonte: JKNOTÍCIAS com PM

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.