Homem é assassinado pelo irmão e a própria esposa que o traía

Teste de Espaço de Anúncio
O casal foi preso nesta quarta-feira por investigadores da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) juntamente com mais outros dois parentes que teriam envolvimento no crime.

Odair José de Lima, 29 anos, assassinado em agosto dentro de sua propriedade rural, em Santo Antonio do Livramento, foi traído duas vezes: pela própria mulher que cometia adultério e pelo irmão, que era o amante de sua esposa. Os dois o mataram depois de terem simulado um assalto na propriedade e um estupro na amada. Ele havia jurado que iria se vingar. Com medo, o irmão e a amante o mataram.

O casal foi preso nesta quarta-feira por investigadores da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) juntamente com mais outros dois parentes que teriam envolvimento no crime.

Odair José de Lima, 29, teve sua propriedade rural, invadida e toda bagunçada, onde sua mulher relatou que havia sido estuprada pelos bandidos que ainda teriam levado duas armas longas de Odair, que foram usados para lhe matar dois dias depois.

Irritado, acreditando nas palavras da mulher, ele tinha jurado que faria vingança, matando os bandidos, só não imagina que os criminosos eram sua mulher e seu irmão.

Após uma longa investigação, a DHPP apurou que o assalto a residência foi uma maneira da mulher evitar que o marido descobrisse que ela o traia com o próprio irmão já fazia tempo.

Após uma série de tentativas de reconhecimento, a mulher acabou por apontar semelhanças o suposto estuprador e seu cunhado, Cláudio de Campos Rodrigues, 23.

A mulher citou que teria ouvido dizer que quem indicou a casa para ser roubada teria sido outros familiares da vítima, Airton Santana de Arruda, Ademilson Antônio de Arruda e Carlos da Conceição Souza.

Visando auxiliar os trabalhos da investigação em andamento, a delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos, da DHPP, representou pela prisão dos arrolados no inquérito. As ordens judiciais foram cumpridas na quarta-feira (12).

Na delegacia, um dos presos (Claudio) confessou participação nos fatos e envolveu diretamente a esposa da vítima (C.S.F, 28) no planejamento do crime.

Claudio declarou que foi até a residência do casal, no dia 08 de agosto e fez sexo com a esposa da vítima (com quem possui relacionamento consensual extra-conjugal) e que a mulher entregou as armas e munições para ele e o orientou que deixasse a casa toda bagunçada para aparentar ter sido alvo de criminosos.

O investigado detalhou que o relacionamento entre eles iniciou quando seu irmão foi preso após ocorrência de violência doméstica contra C.S.F. Durante o período da prisão, a mulher foi morar na casa da sogra, o que teria aproximado os dois.


Na delegacia, C.S.F, negou participação no crime. No entanto, segundo a delegada Jannira Laranjeira, em procedimento de acareação entre Claudio e a investigada houve uma série de contradições nas declarações da mulher. “A acareação, aliada a todos os elementos colhidos nos autos, como o comportamento dela na data que relatou ter sido estuprada e também quando o marido foi assassinado aponta fortes indícios para seu envolvimento no crime”, explica.

24 Horas News 


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.