Polícia apreende 700 kg de supermaconha avaliados em R$ 1 milhão

Teste de Espaço de Anúncio
 carregamento era de 552 tabletes de maconha e 55 pacotes de skunk
Cerca de 700 quilos de maconha e skunk (forma potencializada da droga, conhecida como supermaconha), foram apreendidos pela Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE), da Polícia Judiciária Civil, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no início da tarde desta terça-feira (24). 
O carregamento de 552 tabletes de maconha e 55 pacotes de skunk, avaliado em aproximadamente R$ 1 milhão, vinha do Estado de Mato Grosso do Sul, transportado em um veículo Fiat Linea.
O carro foi interceptado pelas equipes policiais, na Rodovia BR-163, entrada da cidade de Cuiabá, próximo ao pedágio da Rota do Oeste. Durante a ação, o motorista abandonou o veículo e entrou na mata, em uma região de chácaras. Ele conseguiu escapar do cerco policial.
A apreensão é considerada a maior, da droga conhecida como “skunk”, realizada pela Polícia Civil em Mato Grosso. O destino da supermaconha era as “bocas de fumo”, na região metropolitana. 
De acordo com o delegado Marcelo Miranda Muniz, a ação é resultado do fortalecimento das investigações, na região metropolitana. 
O delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca a repercussão social da repressão ao tráfico de drogas. O tráfico de drogas é um crime que alimenta os demais, com destaque para os delitos patrimoniais e os contra a pessoa, como homicídios.
"Para este segundo semestre, serão intensificadas as ações de repressão ao tráfico de drogas, bem como a identificação e prisão dos responsáveis por abastecer pontos de drogas, especialmente com maconha, skunk e pasta base de cocaína”, complementou Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.
As diligências continuam com objetivo de identificar e prender os responsáveis pelo carregamento apreendido.
RepórterMT/Reprodução.

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.