"Não façam justiça com as próprias mãos", pede mãe de criança atropelada por adolescente

Teste de Espaço de Anúncio


Teresinha Suquere Pacheco, mãe da menina de sete anos que morreu atropelada na noite da última quarta-feira (25), por um garoto de 13 anos, na frente da Igreja Assembleia de Deus, localizada no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande, se manifestou através de suas redes sociais sobre o ocorrido. Ela pede para que as pessoas não façam justiça com as próprias mãos e considerou a morte de Emanuele Suquere Pacheco uma fatalidade. Após o atropelamento, o menino que dirigia o carro foi apedrejado por populares que ficaram revoltados com a situação. Além da morte da menina, uma adolescente de 14 anos e uma garota de sete ficaram feridas.

“Quero pedir a todos que, por favor, não julguem não tentem fazer justiça com suas próprias mãos. Eu não culpo o adolescente que estava na direção do carro. Meu coração está aflito. Foi uma fatalidade. Peço encarecidamente que compartilhem isso. Gente eu tenho a família dele e ele como minha. Eu suplico. Deixem ele em paz. Não falem mal dele, não o culpem. Obrigada a todos”, diz a postagem, que gerou comentários de amigos. “Que linda e admirável sua atitude. Mesmo em meio a tanta dor consegue manter tua sabedoria”, respondeu uma amiga na rede social.
Duas das vítimas são filhas de Teresinha. Segundo ela, a outra menina continua lutando pela vida. Ela está internada no Pronto Socorro de Cuiabá (PSM), em estado grave. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da adolescente de 14 anos.

Após atropelar os três menores, o garoto de 13 anos sofreu lesões decorrentes da revolta de populares que estavam no local e que jogaram pedra em sua direção. Ele ainda foi submetido ao teste do etilômetro que demonstrou não ter ingerido álcool. Foi confeccionado auto de infração por dirigir veículo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

De acordo com a mãe do adolescente, ela teria estacionado o carro em frente a casa da sogra e o menor teria pedido para ouvir música no interior do veículo, que estava com a ré engatada. Quando o garoto ligou o carro, ele foi para trás e atropelou os três menores na frente da igreja.

Confira a íntegra na postagem feita por Teresinha em seu perfil do Facebook:





O caso


Um garoto de apenas 13 anos, identificado como W.S., atropelou três menores na frente da Igreja Assembleia de Deus, localizada no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande, na noite da última quarta-feira (25). Uma menina de apenas sete anos, identificada como Emanuele Suquere Pacheco, morreu após ser socorrida. Uma adolescente de 14 anos e uma garota de sete ficaram feridas.




OLHAR DIRETO

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.