Assassino em série morre ao realizar bizarro ato sexual em cadeia

Teste de Espaço de Anúncio
Conhecido como o "Estrangulador de Aachen", Egidius assassinou cinco mochileiras entre 1983 e 1990.
Um assassino em série alemão condenado à prisão perpétua foi encontrado morto na última segunda-feira na cela que ocupava em penitenciária de Bochum (Alemanha).
Egidius Schiffer, de 62 anos, recebeu um choque elétrico fatal ao passar um fio pelo pênis e pelos mamilos, em bizarro ato sexual solitário.
Conhecido como o "Estrangulador de Aachen", Egidius assassinou cinco mochileiras entre 1983 e 1990 - uma delas, de 15 anos. O vendedor de seguros só foi condenado em 2008 graças à análise de DNA de material colhido no corpo da última vítima.
De acordo com a porta-voz do presídio, Candida Tunkel, em entrevista ao "Times", o condenado retirou o fio da sua mesa de cabeceira, passou pelo corpo e o espetou em uma tomada, a fim de provocar um choque que "lhe desse prazer". Entretanto, o choque acabou provocando um infarto fulminante.
O advogado do alemão afirmou que a morte não tem relação com suicídio.
Na cadeia, Egidius chegou a dizer que era sadomasoquista e que estar preso lhe dava prazer.

PAGE NOT FOUND

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.