PMs evitam que criança de dois anos seja morta a facadas pela mãe

Teste de Espaço de Anúncio
PMs evitam que criança de dois anos seja morta a facadas pela mãe

Dois policiais militares salvaram a vida de uma criança de apenas dois anos, que estava sob a mira de uma faca, que era segurada pela própria mãe, identificada como G.O.B., de 26 anos, no último domingo (10), no bairro Catira, em Alto Paraguai (200 quilômetros de Cuiabá). Antes de agir, os PMs ainda tentaram negociar com a mulher durante uma hora. A acusada, durante todo o tempo, dava golpes com a arma branca em um colchão.

Conforme as informações da polícia, o cabo Arruda e o soldado Jerônimo seguiram para o local após serem chamados. Eles então, vendo a mãe com a criança e com uma faca em punho, pediram que ela soltasse a vítima. Com a recusa, foi iniciada uma negociação, que durou mais de uma hora.

Neste meio tempo, a mulher desferia diversos golpes com a faca em um colchão da cama em que estava com a criança. Temendo pela vida da menina, o soldado aproveitou um momento de deslize da acusada e a imobilizou, com a ajuda do cabo Arruda. Os militares pegaram a faca e conseguiram libertar a menor.

Questionada sobre o porquê de ter tentado matar a própria filha, a mulher respondeu que tem duas filhas, mas apenas uma seria do seu atual companheiro. Ainda acrescentou que ele não gostaria da mais velha, já que ela é de outro relacionamento. Após uma discussão, o homem teria dado um tapa em seu rosto.


A mulher então pegou uma faca e o homem correu para o banheiro. Após isso, ela pegou a filha de apenas dois anos e com a faca em punho disse que se ele chegasse perto, iria ver o que ia acontecer. O marido dela então decidiu sair da casa e acionar a polícia. Depois do fato, ele não foi mais encontrado. (Com informações do Power Mix)

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.