Nova Bandeirantes: confirmado, até o momento quatro crianças foram abusadas por Deficiente físico (cadeirante)

Foto: Rádio Progresso
Foto: Radio Progresso
Até o momento quatro casos de estupro de vulnerável de crianças de entre 7 a 12 anos foi confirmado no município de Nova Bandeirantes (214 km de Alta Floresta).
Segundo informações repassadas a nossa reportagem pelo Delegado Dr. Vinicius Nazário, há elementos bem como relatos suficientes que confirmam o crime.
No local, haviam várias revistas pornográficas, filmes, fotos, vídeos e imagens em seu aparelho celular conforme as vítimas relataram para a polícia.
O suspeito, homem de 41 anos, que é deficiente físico ( cadeirante), esta preso na Cadeia Pública de Alta Floresta.
Relembre o caso.
Um homem deficiente físico (cadeirante), de 43 anos, foi preso no domingo (27), no município de Nova Bandeirantes (214 km de Alta Floresta), por estupro de vulnerável.
Dr. Vinicius Nazário, Delegado de Polícia, relatou a nossa reportagem com exclusividade, de que o suspeito aliciava crianças com idade entre 7 a 9 anos com doces e balinhas e em seguida mostrava fotos e vídeos de pornografia para instigá-las a fazerem o mesmo com ele.
A equipe de investigadores daquela delegacia assim que soube do caso ficaram atentos e após busca e apreensão na casa do suspeito e em seu aparelho celular foi encontrada uma grande quantidade de material pornográfico.
Dr. Vinicius disse que fez a representação pela sua prisão e o poder judiciário deferiu, sendo assim, o mesmo já se encontra preso na Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Alta Floresta.
O Delegado disse ainda, que pelas informações colhidas o fato ocorria a mais de um ano e geralmente as crianças eram vizinhas do suspeito e tinham um afeto pelo mesmo por ser deficiente físico e sempre brincavam e empurravam sua cadeira de rodas, inclusive, sentavam-se em seu colo devido a cadeira ser motorizada, fazendo com que o mesmo se aproveitasse da situação.
A denúncia chegou aos policiais através de uma criança que teria comentado os abusos com a namorada do seu irmão que imediatamente informou os pais que procuraram a polícia.
Para a polícia, o suspeito negou o fato e disse  que estaria sendo acusado pela cunhada da criança após uma desavença que teria tido com ela que aproveitou para influenciar a criança a acusa-lo de tal prática, no entanto, Dr. Rodrigo disse que após a investigação pode constatar de que o seu relato é falso.

 Radio Progresso

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.