Menino se recusa a comer carne e acaba estuprado pelo padrasto

Teste de Espaço de Anúncio
Um homem de 38 anos foi detido em flagrante após abusar sexualmente do enteado, uma criança de sete anos. O caso chocou a cidade de Linhares, região Norte do Estado, tanto pela perversidade da agressão quanto pelo motivo.

A mãe da criança, que mora há seis anos com o acusado e as crianças, chamou a polícia logo após o crime, que aconteceu na noite de terça-feira (13). De acordo com ela, o motivo da agressão do padrasto foi a recusa do filho em comer carne no jantar.

Irritado, o padrasto não concordou com a negativa da criança e abusou dela. Diante da cena, o irmão do menino, de 13 anos, pediu para que o padrasto não fizesse aquilo, mas acabou agredido com um soco.

Com a chegada da polícia, o padrasto foi detido em flagrante e conduzido à 16ª Delegacia de Linhares.

De acordo com Suzana Duarte Garcia, titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Linhares, o acusado foi autuado por estupro de vulnerável.

O padrasto, que tem passagem por homicídio, confessou o crime e disse que foi apenas um "ato de correção" à criança. 


Ele foi encaminhado para o presídio de Xuri, em Vila Velha.
gazetaonline

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.