Gerente de banco paga R$ 380 mil para libertar família feita refém

Teste de Espaço de Anúncio
A Polícia Militar e a Polícia Civil de Rondonópolis tenta localizar os bandidos.

O vizinho, o bancário e a família ficaram cerca de 14 horas em poder dos bandidos, que fugiram e ainda não foram localizados.

O gerente de uma agência do Banco Bradesco, em Rondonópolis (212 km ao Sul), pagou R$ 380 mil para bandidos após ter sua família sequestrada. As vítimas passaram cerca de 14 horas em poder dos bandidos, entre a noite de quarta-feira (2) e manhã de quinta-feira (3).

Conforme o boletim de ocorrência, os bandidos invadiram, inicialmente, a casa do vizinho do gerente. O vizinho também foi amarrado e feito de refém em um cômodo da casa dele.

Depois, parte do bando pulou para a casa do bancário e fez todos reféns. Já na madrugada desta quinta-feira (3), por volta de 4h, esposa e filhos do gerente foram levados pelos bandidos para um local desconhecido.

No início da manhã, os criminosos passaram um celular para o gerente, que deveria ir até o banco, pegar o dinheiro do cofre e ligar para um contato que estava agendado no aparelho telefônico.

O gerente esperou até às 8h, quando o cofre abriu, pegou a quantia de R$ 380 mil e colocou em um saco preto. O dinheiro foi entregue aos criminosos, junto com o celular.

Após um período, os familiares foram libertados por outros integrantes do bando em um bairro distante.

Todas as vítimas foram encaminhadas para a delegacia, onde prestaram depoimento sobre o crime sofrido.

Os bandidos não foram localizados. A Polícia Civil investiga o caso, que foi registrado na delegacia como extorsão mediante sequestro.


RepórterMT/


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.