É isso que você deve fazer se alguém se engasgar com espinha de peixe

Teste de Espaço de Anúncio

Peixe é um alimento delicioso e nutritivo, mas pouca gente leva em consideração que ele também pode ser tratar de uma alimento perigoso. Isso porque sempre existe o risco de alguém se engasgar com espinha de peixe e passar por maus bocados até que tudo seja solucionado.

Você por exemplo, saberia o que fazer para ajudar alguém que estivesse nesse situação? O que você acha que é certo fazer, enfiar o dedo na garganta da pessoa para tirar a espinha ou dar coisas para ela comer? Será que você saberia como ajudar?

 
Antes de descobrir o que é preciso fazer quando alguém se engasgar com espinha de peixe, precisamos entender primeiro qual o risco que a pessoa engasgada está correndo.

De acordo com especialistas, além do incômodo de ter algo pontiagudo e sólido atravessado na garganta, os tecidos da garganta podem acabar inflamando. O problema é que um inchaço nessa região, dependendo da intensidade, pode dificultar a respiração e causa asfixia, especialmente no caso de crianças. Isso, sem contar, que só dificulta a retirada do resíduo entalado.


Então, a melhor ideia é sempre fazer a remoção da espinha o quanto antes. Mas isso, claro, depende muito do estado da pessoa engasgada. É preciso saber também que essa retirada da espinha da garganta não precisa ser feita, necessariamente, usando as mãos.

O que não fazer se alguém se engasgar com espinha de peixe.
1. Nesse caso, esqueça a manobra de Heimlich, aquela técnica que consiste em apertar a barriga da pessoa, pelas costas, para ajudar a impulsionar o que está obstruindo a garganta. Se tratando da espinha de peixe ela não é recomendada por produzir mais mucosa e não ajudar a retirar o resíduo.


2. Não empurre a espinha com alimentos duros, como pão ou farinha de mandioca, como as pessoas costumam dizer. Isso pode fazer com que a espinha se quebre ou se aloje ainda mais profundamente na garganta, dificultando ainda mais o trabalho.



O que fazer quando alguém se engasgar com espinha de peixe
1. Tente tranquilizar a pessoa engasgada. Normalmente as espinhas são pequenas demais para corta a respiração de cara. O certo é não mexer se ela não estiver visível.

2. Peça para que a pessoa tussa com cuidado. Se a espinha não estiver muito profunda isso pode fazê-la sair. Mas, se a dor se intensificar, fale para ela parar de tossir.



3. Se a espinha estiver visível na garganta, você pode tentar retirá-la (embora isso seja realmente muito arriscado, ok?). Use uma pinça grande, de 15 cm a 20 cm, esterilizada com álcool para puxá-la. Um espelho e uma lanterna podem deixar a tarefa mais fácil.


4. Dê água à pessoa engasgada. Esse é o único caso em que beber alguma coisa durante o engasgo pode ajudar a melhorar. E, a notícia boa é que se a espinha for para o estômago, ela é completamente digerida.

5. Se a água não resolver, tente fazer a pessoa engolir algo macio, como marshimallows ou pedaços da banana. Arroz bem cozido e purê de batata também funcionam. O truque é que a comida esteja bem umedecida de saliva, azeite ou água para descer na garganta o mais suavemente possível.

6. Ingerir óleo vegetal também é uma boa forma de ajudar a movimentação da espinha entalada. Isso também ajuda a lubrificar a garganta e evita inflamações.

Como saber se o caso é grave e precisa de médico
É recomendável não tentar mexer no resíduo e procurar ajuda médica se a pessoa que se engasgar com espinha peixe não estiver aguentando a dor, se estiver se asfixiando ou se começar a cuspir sangue. Se a vítima for uma criança, então, o ideal é levá-la direto ao médico.


Também é aconselhável ir a um hospital se a espinha estiver presa na garganta há horas, sem sair do lugar ou se você não tiver certeza que o resíduo realmente saiu do lugar.
O que fazer depois do susto
1. É normal ficar com a sensação de que algo estranho continua na garganta, mesmo depois de ir a um médico. Se o problema foi resolvido a sensação vai passar depois de algumas horas.

2. Tomar um banho morno ajuda a relaxar os músculos e a aliviar a pressão na garganta. Isso ameniza o desconforto.

3. A pessoa que sofreu o engasgo deve dar preferência a alimentos leves e que não agridam a garganta, como mingau de aveia.

4. Fazer gargarejos com qualquer antisséptico bucal também melhora a sensação e impede que os arranhões terminem se tornando inflamações na garganta.

E então, caro leitor, aprendeu o que fazer? Você já teve que ajudar alguém em uma situação semelhante?

Agora, falando em prestar socorro às pessoas, essa próxima matéria pode ajudar você a salvar vidas: Como prestar os primeiros socorros se alguém passar mal ao seu lado.
 R7 
Fonte:by  Renata Medeiros



Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.