Diamantes e esmeraldas no valor de R$ 1milhão dentro de carro

Teste de Espaço de Anúncio

Pedras preciosas avaliadas em R$ 1 milhão, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR), foram apreendidas com quatro homens na Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá, no litoral de São Paulo, na noite de segunda-feira (5). A suspeita é de que o material seria embarcado em um navio para ser exportado ilegalmente.

O flagrante ocorreu no Km 5, nas proximidades do acesso viário à Margem Esquerda do Porto de Santos. Policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) desconfiaram de um veículo parado no acostamento e realizaram a abordagem. Dentro do automóvel, estavam quatro homens, que foram submetidos a revista pessoal.

Segundo o capitão Paulo Barbosa Siqueira Filho, inicialmente nada de irregular foi encontrado com os suspeitos. Dentro do automóvel, entretanto, os policiais localizaram algemas, distintivos, um simulacro de arma de fogo e até uma espada. Quando questionados, eles não souberam explicar a origem ou finalidade do material.

Ainda durante a busca no veículo, os policiais localizaram um compartimento com diversas pedras lapidadas. "Eles não informaram a real procedência, mas disseram que elas tinham sido adquiridas na Bahia, para serem vendidas. Um dos suspeitos afirmou que havia, ali, cerca de R$ 1 milhão em pedras preciosas para comercialização".

Ao serem novamente questionados, segundo o capitão, os suspeitos informaram aos policiais rodoviários que transportavam unidades de esmeraldas, diamantes semi-lapidados e topázios, entre outras pedras. Diante da situação, a equipe da PM Rodoviária ainda aguardou o eventual comprador, cuja identidade não foi informada.

"A suspeita é de que a carga seria embarcada em um navio atracado no porto, para posteriormente ser vendida no exterior. A pessoa que iria levá-la, possivelmente, viu a movimentação e não apareceu enquanto nossas equipes permaneceram por ali. Foi algo inédito para nós", disse o capitão, responsável pelo policiamento na área.

Os quatro homens, junto com todo o material, foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal, no Centro de Santos. As pedras foram apreendidas e encaminhadas à perícia.

 G1

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.