Notícias Gerais

Justiça nega transferir depoimento de testemunha que levou 9 tiros

Notícias Relacionadas


A determinação é contrária ao pedido do Ministério Público, que solicitava a realização da audiência de duas testemunhas após passarem por tentativa de assassinato em Colniza.


Uma das testemunhas da chacina escapou de uma tentativa de assassinato quando esteve em Colniza.
Após escapar de uma tentativa de assassinato, uma testemunha da chacina que vitimou nove pessoas no distrito Taquaroçu do Norte, em Colniza, será ouvida na região onde aconteceu o crime.
A decisão do juiz da Vara Única de Colniza, Ricardo Frazon Menegucci, proferida na sexta-feira (2), negou o pedido do Ministério Público (MPE), que solicitava a realização da audiência de duas testemunhas em Cuiabá, após uma delas ter sofrido uma tentativa de assassinato.
Conforme a denúncia apresentada pelo MP, a testemunha relatou que da última vez que esteve em Colniza, após a chacina, levou nove tiros e teve que passar cinco dias escondida. Ela alegou que não registrou boletim de ocorrência porque quando prestou depoimento sobre o caso recebeu garantia de que teria proteção. A mesma testemunha informou, ainda, que seis pessoas foram atrás dela e que “quase a mataram”.

assassinos colniza.jpg
Moisés Ferreira, Paulo Neves Nogueira, Pedro Ramos Nogueira e Ronaldo Dalmoneck são acusados pelo crime.



Dentre outras coisas, o magistrado ressaltou principalmente o fato de que o trajeto de ida e volta das testemunhas até Cuiabá as colocaria em risco superior.

O juiz também disse que: “Segundo o art. 222, caput, do CPP, a testemunha que morar fora da jurisdição do juiz será inquirida pelo juiz do lugar de sua residência, expedindo-se, para esse fim, carta precatória, com prazo razoável, intimadas as partes”.

Neste caso, ficou determinado que as testemunhas sejam ouvidas no município de Machadinho do Oeste (RO) - município vizinho ao Distrito Taquaroçu do Norte, onde houve a chacina.

Na mesma decisão,ficou mantido o mandado de prisão expedido contra Valdelir João de Souza, conhecido na região como Polaco Marceneiro. Conforme as investigações, ele seria o mandante da chacina, por questões envolvendo terras e extração ilegal de madeira.

A chacina

Segundo as investigações, a motivação da “Chacina de Taquaruçu do Norte” está diretamente ligada à disputa de terras para extração de madeira e minério.

São réus no processo: Pedro Ramos, Paulo Neves, Ronaldo Dalmoneck e Moisés Ferreira. Todos são acusados de integrar um grupo de extermínio denominado “os encapuzados”. Os integrantes do bando são conhecidos na na região de Colniza como “guachebas”, ou matadores de aluguel, que teriam sido contratados por Valdelir João, com a finalidade de praticar crimes.

Além de Valmir, no dia da chacina os guachebas foram até a Linha 15, com armas de fogo e arma branca, onde executaram Francisco Chaves da Silva, Edson Alves Antunes, Izaul Brito dos Santos, Alto Aparecido Carlini, Sebastião Ferreira de Souza, Fábio Rodrigues dos Santos, Samuel Antonio da Cunha, Ezequias Satos de Oliveira. A linha 15 compõe a localidade de Taquaruçu do Norte (zona rural a 230 Km de Colniza).
corpos colniza.jpg
Nove pessoas foram brutalmente assassinadas em Colniza.



RepórterMT/


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Vidronova vidros e decorações

Vidronova vidros e decorações
Nova Guarita fone: 98467 3121:

salão Studio mulher

salão Studio mulher
Studio mulher salão de beleza sempre cuidando da sua beleza Cortes feminino e masculino, química progressiva definitiva colagem hidratação e cauterização manicure e pé de Curi. E para você gestante ou crianças trabalhamos com a escova orgânica. Venha nos fazer uma visita E também com representação o boticário natura Avon e importados. O salão Studio mulher fica localizado NA Avenida dos migrante cento nº 911 Nova Guarita-MT

Primeiro e maior portal de notícias de Nova Guarita - MT

Primeiro e maior portal de notícias de Nova Guarita - MT

NOVATORRE CONSTRUÇÕES. Nova Guarita MT

NOVATORRE CONSTRUÇÕES. Nova Guarita MT
Entre em contato conosco e faça o seu orçamento, nosso lema é alicerçar sonhos e construir realidade. Não deixe pra depois, ligue agora mesmo (66)9624-0718 ou 8425-0106, nós temos os melhores produtos e serviços que você precisa para a sua obra

Jaykison S. Oliveira

Jaykison S. Oliveira
Agora você pode contar Jaykison S. Oliveira Contabilidade & informática: Travessa dos Parecis, 85, Setor Norte, Centro, Colider/MT Tel.: (66) 3541-468. Cel..: (66) 9614-9776 “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”Chico Xavier

SILKA ATESANATO DE CONCRETO

SILKA ATESANATO DE CONCRETO
Em Nova Guarita, a empresa SILKA ARTEFATOS de CONCRETO, trabalha na Fabricação de produtos de concreto; na SILKA você encontra Ofertas incríveis de Vaso para flores, Tanque De Lavar Roupa. Cochos de confinamentos para gado, comedouros e bebedouros para animais, postes padrão de energia e redes de rebaixamento, tubos de metro, de 60, 40 cm, palanques, e postinhos de cimento para cerca, calçada sextavada de várias formas e tamanhos, também prestação serviços com munck... Venha para a Silka, garantimos os melhores preços da região nos faça uma visita e traga o seu orçamento; O endereço fica na Rua das Orquídeas em Nova Guarita MT. FONE: 66 8433-8278- 9691-9728.

CONTAL CONTABILIDADE

CONTAL CONTABILIDADE
Escrita Contábil, Fiscal e Trabalhista de empresas. Escrita Fiscal para Produtor Rural. Contratos e Declarações Fiscais. Contabilidade em Geral. Fone (66) 3574 1204/ 8412 3230
Century
Century
Copyright © NG - Notícias de Nova Guarita
Nova Guarita - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização

Tenha um site!