Mãe relata desespero e diz que jovens sequestrados foram ameaçados de morte; bandidos gastaram R$ 5 mil em 12 horas

Teste de Espaço de Anúncio
Mãe relata desespero e diz que jovens sequestrados foram ameaçados de morte; bandidos gastaram R$ 5 mil em 12 horas

Sequestrados durante o roubo de um veículo HB20 na noite de sexta-feira (20), os jovens Henrique Rodrigues e Felipe, de 19 e 20 anos, chegaram a ser ameaçados de morte no cativeiro onde foram mantidos, em Várzea Grande. Sob a mira de revólveres foram amarrados e mantidos com a cabeça baixa, vigiados por um grupo de adolescentes. Enquanto as vítimas eram mantidas em cárcere, os bandidos usaram seus cartões de crédito para comprar roupas e bebidas. Em pouco menos de 12 horas foram gastos R$ 5 mil reais.


As informações foram repassadas ao Olhar Direto pela mãe de Henrique, Arlete Rodrigues Domingues, que não esconde a alegria com o retorno do filho. Foi ela quem descobriu a situação, registrada na frente de sua casa, no bairro Jardim Europa, em Cuiabá, e acionou a Polícia na manhã deste sábado (20).

“Os dois estavam na porta de casa. Meu filho estava guardando a moto para ir dormir na casa do amigo quando eles foram abordados e obrigados a entrar no carro. Eu já tinha sentido falta, liguei nos dois celulares, mas um estava desligado e o outro não atendia. Mas como eu ia chamar a polícia sem nenhuma prova? Por isso esperei até hoje cedo para pedir as imagens da câmera de segurança de um vizinho, aí vi o que tinha acontecido.”

Arlete explica que um dos cartões era seu e que, além das compras, também foram realizados saques. Em nenhum momento, contudo, foi pedido resgate dos rapazes. A Polícia Civil informou que após o bloqueio dos cartões os bandidos acreditarem que o saldo havia acabado. De acordo com ela, pelo teor das conversas ouvidas no cativeiro, há a suspeita de que os criminosos já estivessem observando o veículo com o intuito de roubá-lo, tendo inclusive um receptador para comprá-lo.

“Pelo que eles ouviram o carro já tinha sido ‘encomendado’, só que esse comprador teria desistido e por isso eles voltaram para o lugar do cativeiro muito nervosos, violentos. Nesse momento falaram que iam matar os meninos, apontaram o revólver pra eles. Os adolescentes que estavam lá é que teriam dito para não fazerem isso.” Os menores, de acordo com o relato das vítimas, os trataram bem e tentaram acalmar o trio, chegando a impedir que os criminosos os agredissem.

A manhã de desespero foi encerrada com o retorno de Henrique e Felipe, encontrados nas proximidades da Ponte Nova, em Várzea Grande, durante trabalho conjunto do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERRFVA) e Rotam. Os rapazes, que já passaram em casa, estão agora na Delegacia para fazer o reconhecimento dos criminosos e dar sequencia aos trâmites de praxe. “Já estiveram aqui, tomaram banho e almoçaram. Está tudo bem”, completa a mãe.

O delegado titular da GCCO, Diogo Santana, explica que a Polícia Civil, em contato com familiares de uma das vítimas, verificou provável localização em trânsito do veículo HB20, de cor prata. Foi solicitado então que a equipe policial que estivesse mais próximo ao local onde se encontrava o veículo realizasse a abordagem, que se deu com o trabalho de policiais militares nas proximidades do bairro Osmar Cabral, em Cuiabá.


Superando o desespero das últimas horas, ela já consegue rir e garante que a partir de agora Henrique e Felipe, que aguardam o resultado do Enem, tomarão cuidado redobrado em qualquer situação. O caso agora ficará sob investigação da DERRFVA, sob comando do delegado titular Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.
Olhar Direto

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.