“Volta para o buraco de onde você saiu”, relata mãe de criança autista ao levar filha em cinema de Cuiabá

Além de deficiência física e intelectual, ela possui o espectro autista
Além de deficiência física e intelectual, ela possui o espectro autista

“Volta para o buraco de onde você saiu”.  Essa foi à frase que a mãe e irmã de uma criança com deficiência física e intelectual ouviram ao levar a criança no último domingo (30) ao cinema da rede Cinemark do Goiabeiras Shopping, em Cuiabá.

Diante da situação, mães de crianças com microcefalia, autismo e outras deficiências criaram um campanha. Como forma de protesto elas deverão levar os filhos ao cinema para assistir um filme. A data e sessão ainda não foram definidas.

Maria Eduarda tem nove anos e além de deficiência física e intelectual, ela possui o espectro autista. Ao menos quatro vezes por semana, a família costuma ir ao cinema e como de costume sentar na área reservada a Pessoas com Deficiência (PNE).

Naquele dia, conforme o filme ia ficando melhor, Duda ia se empolgando. Em determinado momento a criança começou a gritar e chacoalhar em sua cadeira de rodas. Prática que demostra emoção e felicidade por parte da criança.

“Ocorre que as demais pessoas da referida sessão, responderam com: "shhhh", "pelo amor de Deus!”“, afirma a irmã da criança, Fernanda dos Santos Rodrigues.

Do outro lado, alguém expressou: “volta para o buraco de onde você saiu" e outra rebateu: “É uma criança especia!".

Indignada com as ofensas, Fernanda entrou em contato com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) que informou que cabia a administração do shopping resolver.

“Repassamos o fato a gerencia do cinema que nada fez. Apenas responderam que nada poderiam fazer, até porque não era possível identificar o autor. Ou seja, ficou por isso mesmo”, conta Fernanda.

“Depois de tudo, tive que escutar da gerente do cinema se não teria como eu calar a Duda, pois as demais pessoas queriam assistir o filme”, explica.

Fernanda também expressou o ocorrido no grupo  do Facebook "Aonde não ir em Cuiabá' .

A reportagem do Olhar Direto entrou em contato com a assessoria do shopping que informou que irá entrar em contato com o Cinemark para esclarecer o ocorrido, além de tomar as medidas necessárias.


Já a gerência do Cinemark informou que no dia do fato não foi possível encontrar algum responsável pelas ofensas, já que a sessão estaria lotada. A gerência ainda ressaltou que em ocasiões como esta, sempre procura buscar entendimento entre ambas as partes.


Olhar Direto:Fabiana Mendes

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.