Unemat faz contrato milionário com fundação que desviou R$ 3 milhões

Teste de Espaço de Anúncio
A autorização para contratar a Faespe, inclusive, com dispensas de chamamento público, foi da reitora Ana Maria di Renzo.
A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) contratou a Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe), ao custo de R$ 2,4 milhões, para a implantação de cursos nos campi de Vila Rica, Luciara e Confresa.

A autorização para contratar a Faespe, inclusive, com dispensas de chamamento público, foi da reitora Ana Maria di Renzo.

Segundo a publicação no Diário Oficial do Estado, que circulou nesta terça-feira (21), o Governo do Estado irá pagar por dois contratos o valor de R$ 892,5 mil e R$ R$ 677,6 mil para a implantação dos cursos de Zootecnia e Filosofia, respectivamente, no campus da Unemat de Vila Rica.

Em Luciara, a Faespe receberá R$ 761.157,60 para ministração do curso de Física, sendo que o campus de Confresa a fundação vai levar R$ 717.034,16 para implantar e executar o curso de Sociologia.


É importante lembrar que a Faespe está sendo investigada na Operação Convescote, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especializado de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), após membros da fundação desviar cerca de R$ 3 milhões de órgãos públicos, como Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado, por meio de empresas fantasmas.
Reporter MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.