Ladrões explodem caixas de banco, entram em hospital durante a fuga e fazem funcionários reféns em MT

(Foto: Polícia Militar de MT)
Assaltantes explodiram caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal na madrugada desta sexta-feira (3) em Barra do Bugres, 169 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, seis pessoas teriam participado do assalto. A quadrilha, durante a fuga e a chegada da PM, entrou em um hospital e fez funcionários reféns. Eles atiraram contra os policiais e fugiram em seguida. Dois suspeitos foram presos. Nenhuma pessoa ficou ferida.

Segundo o coronel Heverton Mourett de Oliveira, comandante do 7º Comando Regional de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, os assaltantes estavam armados com fuzis e pistolas. O assalto ocorreu por volta das 4h30 [horário de Mato Grosso].
“Nessa ação eles colocaram emulsões explosivas nos caixas eletrônicos, enquanto outros fizeram uma barragem no entorno do banco, na área externa. Houve a aproximação da PM e eles atiraram contra os policiais”, disse Mourett ao G1.
Conforme a PM, três caixas foram explodidos pela quadrilha. Há explosivos em um outro terminal bancário, que não foi danificado.

“Eles saíram em fuga e entraram em um hospital, fazendo funcionários reféns. Isso aconteceu no momento em que a PM se aproximou”, comentou o coronel.
Os funcionários foram liberados e a quadrilha conseguiu fugir na sequência. Eles estavam em dois veículos e em uma caminhonete. Enquanto procuravam pelos assaltantes, momentos depois do crime, os policiais militares abordaram duas pessoas em um veículo.

A suspeita é que eles tenham participado do assalto. Os dois homens foram levados para prestar depoimento na Polícia Civil de Barra do Bugres. De acordo com a PM, os assaltantes saíram em fuga em direção ao município de Tangará da Serra.

Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi para a agência e deve retirar o que restou dos explosivos nos caixas eletrônicos.



Fonte: G1-MT


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.