`Golpe da lista telefônica´ volta a acontecer em Rondonópolis

Teste de Espaço de Anúncio
Há alguns anos assombrando comerciantes pelo Brasil, o velho `golpe da lista telefônica´, voltou a ser denunciando por um comerciante a redação do Primeira Hora.

Para quem ainda não está familiarizado, o golpe funciona desta forma, as vítimas recebem ligações de falsas editoras de listas telefônicas pedindo para atualizar dados cadastrais com o intuito de renovar, sem custos, contrato de divulgação gratuita no site ou publicação na lista telefônica.  Os golpistas enviam um documento por e-mail pedindo para assinar, carimbar e devolver. Após isso, a empresa responsável pelo golpe começa a enviar boletos de cobrança, ameaças, SPC, Serasa entre outros métodos para coagir suas vítimas.

“Meu funcionário estava no telefone com uma atendente, e veio até mim com um documento em mãos pedindo para que eu assinasse e carimbasse. Segundo ele se trataria da renovação da lista telefônica e que não teria nenhum custo. Desconfiei e pedi para falar com a mulher ao telefone, e em poucos segundos de conversa, lembrei que se tratava do velho golpe da lista telefônica. Tive sorte, pois se dependesse do meu funcionário ele teria assinado, carimbado e enviado o documento”, relata o empresário que não quis se identificar.

Qualquer dúvida as pessoas devem ligar npara o Procon de Rondonópolis nos telefones 3411 5295 e 5297.

Algumas dicas são importantes para que as empresas não sejam lesadas:

- Oriente funcionários a jamais repassarem dados ou qualquer outra informação via telefone ou e-mail;
- Não efetue contratações por telefone ou verbalmente com quem você desconhece;
- Antes de passar quaisquer dados da empresa certifique-se com quem está falando;
- Nunca forneça dados pessoais ou da empresa para desconhecidos;
- Não assine recibo, formulário, contrato ou qualquer espécie de documento sem ler todas as cláusulas atentamente;
- Não aceite documentos com campos em branco que permitam o preenchimento posterior;
- Fique atento a cláusulas escritas com letras de tamanho menor do que das demais;
- Não exponha os dados cadastrais da empresa em cartões de visitas;
- Nenhum cartório liga para a empresa informando o protesto ou ameaçando;


 Fonte: Gabriel Fagundes/Reportagem Primeira Hora

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.