Notícias Gerais

Professora é investigada por suspeita de deixar alunos dentro do cesto de lixo

Notícias Relacionadas

Delegado diz que câmeras não registraram punições e que relatos das famílias são divergentes. Defesa da educadora nega denúncias e alega que está sendo vítima de retaliação.
Uma professora de Restinga (SP) é suspeita de colocar alunos com idades entre 3 e 4 anos dentro do cesto de lixo e deixá-los amarrados por dez segundos, contados com a ajuda da classe, como forma de punição em casos de indisciplina.


O advogado Rui Engracia Garcia, que representa a docente, negou as acusações, afirmando que as mães querem prejudicá-la, depois que foram chamadas ao colégio para ter ciência de casos de indisciplina dos filhos.


A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar as denúncias, mas o delegado Eduardo Lopes Bonfim adiantou que as imagens das câmeras de segurança da sala de aula não registraram nenhum tipo de agressão por parte da docente.


Ainda de acordo com o delegado, inicialmente a versão das famílias era de que as crianças foram colocadas em cestos de lixo na sala de aula. Depois, as mães passaram a relatar que os "castigos" ocorreram no pátio, em sacos de lixo.


“Há contradições, porque, a princípio, disseram que isso ocorreu dentro da sala de aula. Agora, estão falando que a professora retirou os alunos da sala e fez isso no corredor. Ela pegaria a criança pelo pé, de ponta-cabeça, e enfiaria dentro de um saco”, contou.


A Prefeitura de Restinga também instaurou uma sindicância para apurar o suposto castigo e informou que a educadora foi afastada do cargo, inicialmente por 30 dias. Caso a apuração seja estendida, o afastamento pode ser prorrogado por mais um mês.


Denúncia


O Conselho Tutelar foi o primeiro a receber as denúncias, em 19 de setembro, quando a mãe de um aluno de 4 anos relatou que o filho não queria mais frequentar a Escola Municipal de Ensino Básico (Emeb) Célia Teixeira Ferracioli porque estava com medo da professora.


O presidente do Conselho Tutelar, Adilson Paulino Rosa, contou que a família foi orientada a procurar a direção da creche e a fazer um boletim de ocorrência. Logo depois, outras duas mães foram à entidade com a mesma queixa contra a docente.


“Pela forma que chegou a nós, quando a criança tinha alguma atitude de indisciplina, ela pegava e colocava dentro do cesto de lixo, tampava e fazia os alunos contarem até 10, levando de uma forma que eles pensassem que se tratava de uma brincadeira”, afirmou.

Ainda com base no relato das mães, Rosa disse que alguns alunos choravam muito e até se debatiam dentro do cesto de lixo. Quando isso acontecia, a professora retirava as crianças antes do término da contagem.


“Chegou até nós a informação de que algumas crianças gostavam, mas outras ficaram perturbadas com isso, relatando que não queriam mais ir à escola. Ela já tinha trabalhado a história do homem do saco e algumas crianças ficaram bastante assustadas”, disse.


O conselheiro apresentou os fatos à Secretaria Municipal da Educação, que formou uma comissão de sindicância para apurar a conduta da professora. As famílias foram encaminhadas para acompanhamento psicológico na rede pública de saúde.


“Pelos relatos, isso ocorreu várias vezes, com várias crianças”, disse Rosa. “Ela não tinha histórico de agressão, nada. Inclusive, ela tinha um bom conceito diante das mães. Profissionalmente, sempre foi uma profissional exemplar, até então”, completou.

Família reclama


Tia de um menino de 3 anos que supostamente foi vítima dos castigos, a chef de cozinha Cátia Cardoso da Silva contou que a família desconfiou que algo estivesse errado quando o sobrinho disse que não queria mais ir à creche.

"Ele disse 'não, mamãe, não quero ir para a creche'. Daí, a minha cunhada perguntou por que e ele respondeu: 'a tia põe a gente no saco, amarra e conta até dez'. Ele disse que ela fazia isso com ele e com mais dois meninos", afirmou.


Diferente dos relatos que chegaram ao Conselho Tutelar, o menino contou que as agressões não ocorreram dentro da sala de aula, mas no pátio, em um local onde, segundo Cátia, não há câmeras de segurança instaladas.


"Na realidade, tem um período em que ela fica sozinha com as crianças, não fica com a ajudante. Tem um período de duas horas em que elas não ficam juntas, uma vai almoçar e a outra fica. Deve ter sido nesse período", disse a chef de cozinha.


Cátia afirmou que o sobrinho voltou a frequentar a creche, após o afastamento da professora. Entretanto, segundo a tia, um colega dele não vai às aulas porque tem medo de ser colocado no saco de lixo novamente.


"É um castigo que ela dava, uma forma de eles terem medo dela. Meu sobrinho é muito danado, mas como todas as crianças dessa idade. Ele ficou com pânico, tem problema respiratório, mas depois que viu que ela não está mais na classe, voltou para a creche", disse.
Investigação


Segundo o delegado Eduardo Lopes Bonfim, um inquérito foi instaurado com base nas denúncias apresentadas por duas mães à Polícia Civil. Entretanto, Bonfim disse que há muitas divergências nos relatos sobre o suposto castigo.


A educadora ainda não foi chamada a depor, mas o delegado confirma uma conversa informal com a docente e com a assistente dela. Ambas negaram as acusações. Bonfim disse também que analisou os vídeos das câmeras de segurança e não encontrou indícios de crime.
“Coincidentemente, isso ocorreu logo após a mãe de um desses alunos ser chamada na creche por um problema do filho, que fez xixi em outro menino. Inclusive, segundo essa professora, as duas crianças que teriam reclamado do fato são alunos meio problemáticos”, afirmou.

Agora, o delegado convocará todos os envolvidos a prestarem depoimentos formais. Bonfim disse que também solicitará amostras dos sacos de lixo usados na creche, para avaliar se suportam o peso de uma criança.


“Vou, aleatoriamente, ouvir outras mães, de outras crianças que estão na mesma creche, para ver se alguma delas, depois dessa denúncia, falou alguma coisa para a mãe sobre a atitude da professora, ou reclamou de algum outro castigo”, concluiu.


Defesa


O advogado Rui Engracia Garcia apresentou a mesma justificativa do delegado sobre as denúncias, destacando que funcionários da creche já prestaram depoimento à comissão de sindicância instaurada pela Prefeitura e negaram a aplicação dos castigos.


"Um dos meninos teria urinado em um colega, mostrado a genitália e a professora chamou a mãe, deu uma bronca. Passaram dois dias, a mãe foi à creche com essas acusações. Pode ser imaginação do menino", disse.


Ainda segundo o advogado, a educadora atua na rede municipal de ensino há oito anos e nunca houve nenhum registro de reclamações contra ela.



"Como o próprio delegado confirmou, as imagens dizem tudo e nada foi encontrado. Ela sempre foi muito respeitada pelas mães, muito querida pelos alunos. Nada aconteceu, é uma retaliação da mãe para prejudicá-la", concluiu.


G1


Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Vidronova vidros e decorações

Vidronova vidros e decorações
Nova Guarita fone: 98467 3121:

XI FESCABG

XI FESCABG
Em Nova Guarita M,T

Agora em Nova Guarita você pode contar com Restaurante e Lanchonete Iza,

Agora em Nova Guarita você pode contar com Restaurante e Lanchonete Iza,
Restaurante e Lanchonete Iza, almoço com self-service, prato feito, prato por peso e todas as noites servindo lanches, pastéis e porções, as sextas feiras, espetinhos, sábado rodízio de caldos, e nos domingos almoço com rodízio de churrasco! Também temos sorveteria ao lado, com barcas de açaí, açaí na tigela e sorvetes em geral. Venha saborear as delicias do mais novo restaurante da Cidade, você não vai se arrepender! Ingredientes selecionados, amor no preparo e ótimo atendimento você só encontra aqui.

salão Studio mulher

salão Studio mulher
Studio mulher salão de beleza sempre cuidando da sua beleza Cortes feminino e masculino, química progressiva definitiva colagem hidratação e cauterização manicure e pé de Curi. E para você gestante ou crianças trabalhamos com a escova orgânica. Venha nos fazer uma visita E também com representação o boticário natura Avon e importados. O salão Studio mulher fica localizado NA Avenida dos migrante cento nº 911 Nova Guarita-MT

Panificadora e Confeitaria Doce Mania

Panificadora e Confeitaria Doce Mania
Quem conhece não discute. A Panificadora e Confeitaria Doce Mania é a melhor para sua clientela. Café da manhã, pães, bolos, doces, pizza pronta de vários sabores, todos os dias. Seja qual for o seu apetite, a padaria e confeitaria Doce Mania sempre tem algo para satisfazê-lo. Avenida dos migrantes centro Nova Guarita. Telefone: 66 3574 1141

TRIBOS BARTENDER

TRIBOS  BARTENDER
Leve um diferencial para sua festa de casamento, aniversário, formatura, debutante, eventos em geral surpreenda seus convidados com coquetéis e drinks diferenciados.

Primeiro e maior portal de notícias de Nova Guarita - MT

Primeiro e maior portal de notícias de Nova Guarita - MT

NOVATORRE CONSTRUÇÕES. Nova Guarita MT

NOVATORRE CONSTRUÇÕES. Nova Guarita MT
Entre em contato conosco e faça o seu orçamento, nosso lema é alicerçar sonhos e construir realidade. Não deixe pra depois, ligue agora mesmo (66)9624-0718 ou 8425-0106, nós temos os melhores produtos e serviços que você precisa para a sua obra

Jaykison S. Oliveira

Jaykison S. Oliveira
Agora você pode contar Jaykison S. Oliveira Contabilidade & informática: Travessa dos Parecis, 85, Setor Norte, Centro, Colider/MT Tel.: (66) 3541-468. Cel..: (66) 9614-9776 “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”Chico Xavier

SILKA ATESANATO DE CONCRETO

SILKA ATESANATO DE CONCRETO
Em Nova Guarita, a empresa SILKA ARTEFATOS de CONCRETO, trabalha na Fabricação de produtos de concreto; na SILKA você encontra Ofertas incríveis de Vaso para flores, Tanque De Lavar Roupa. Cochos de confinamentos para gado, comedouros e bebedouros para animais, postes padrão de energia e redes de rebaixamento, tubos de metro, de 60, 40 cm, palanques, e postinhos de cimento para cerca, calçada sextavada de várias formas e tamanhos, também prestação serviços com munck... Venha para a Silka, garantimos os melhores preços da região nos faça uma visita e traga o seu orçamento; O endereço fica na Rua das Orquídeas em Nova Guarita MT. FONE: 66 8433-8278- 9691-9728.

CONTAL CONTABILIDADE

CONTAL CONTABILIDADE
Escrita Contábil, Fiscal e Trabalhista de empresas. Escrita Fiscal para Produtor Rural. Contratos e Declarações Fiscais. Contabilidade em Geral. Fone (66) 3574 1204/ 8412 3230

Bom negocio vende-se uma Moto Kasinski

Bom negocio vende-se uma Moto  Kasinski
Vende-se uma Moto Kasinski 250 CL GPR Original 13000 mil km. Ano 2011 modelo 2011 ligar para falar com Paulo Dill de morais na oficina JP Avenida dos migrante em frente a paróquia santo Antonio Nova Guarita MT Fone 66 84292984 / 66 96643103/6684358757

Faz Facil

Faz Facil
Avenida dos Migrantes centro Nova Guarita MT
Construtora Santo
Construtora Santo
Century
Century
Mecânica
Mecânica
Copyright © NG - Notícias de Nova Guarita
Nova Guarita - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização

Tenha um site!