Presos três com 60 vacas, cavalos e ferramentas para arrombar bancos

Teste de Espaço de Anúncio

A Polícia Judiciária Civil prendeu três integrantes de uma quadrilha especializada em furtos de gado na região de Barra do Garças (509 km a Leste). Na ação realizada por policiais do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) da Delegacia Regional, neste domingo (22), foram recuperadas 60 cabeças de gado furtado, três cavalos, um caminhão, um veículo Fiat Bravo, além de diversos objetos usados para prática de crimes, como arrombamento a caixas eletrônicos.

Os suspeitos, Wanderlei de Araujo, 45, Clemilson de Oliveira Santos, 37, e Fernando Ferreira de Souza, 34, foram autuados em flagrante por furto, receptação e associação criminosa.

As diligências iniciaram na manhã de domingo (22), após a comunicação de um furto de gado ocorrido na região. Durante investigações, policiais civis com apoio da Delegacia de Polícia de Araguaiana, identificam um possível endereço, onde os animas poderiam estar.

Equipes estiveram na no local denominado, “Estância Vale Lindo”, e surpreenderam três homens, que quando da chegada dos investigadores tentaram empreender fuga, porém, foram detidos.

No local foram encontrados 60 animais, dos quais 30 tinham gravados a marca de propriedade da vítima do furto em investigação.

Questionado, Wanderlei disse ser o dono do caminhão branco, contratado para transportar o gado das propriedades de Araguaiana até aquela estância. Ele não soube informar quem seria o dono da propriedade e nem quem havia contratado o serviço. Outros dois alegaram desconhecer o dono da estância e informaram que foram chamados por Wanderlei para o serviço.

Em buscas no local, os policiais encontraram um veículo Fiat Bravo, branco, com placa da cidade de Goiânia (GO). Os investigadores constataram que o número do chassi, pertencente a um veículo de Brasília (DF), com restrição de roubo/furto.

Também foram apreendidos materiais suspeitos como, pé de cabra, maçaricos, alicate comum, alavanca, alicate cortador cabo, pares de luvas pretas, máscaras cirúrgicas, camisetas camufladas, entre outros.

Diante dos fatos, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) iniciou perícia nos animais. Posteriormente, 30 delas devidamente restituídas à vítima.

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (INDEA) foi comunicado sobre os demais animais recuperados, uma vez que a Polícia Civil apura a procedência.

Os três suspeitos foram interrogados e autuados em flagrante por furto, receptação e associação criminosa.

Conforme a Polícia Civil, dos três cavalos encontrados na estância, dois já foram identificados pelo proprietário, que é da cidade de Água Boa (730 km a Leste).

As investigações continuam com objetivo de localizar as demais vítimas, possivelmente das proximidades, entre as cidades de Água Boa e Nova Xavantina (645 km a Leste).


Redação PJC/MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.