Bandido é preso após obrigar sobrinho de 12 anos a praticar sexo oral

Teste de Espaço de Anúncio
PM foi acionada e prendeu o acusado para prestar depoimentos.
O estuprador chegou na casa do menino para buscar um carrinho de mão e ao perceber que não havia mais ninguém no local, colocou o pênis para fora da calça, agarrou o garoto e o forçou a fazer sexo oral.
Um garoto de 12 anos foi obrigado a praticar sexo oral no tio, identificado por R.R.P.S, de 57 anos, no bairro Novo Terceiro, em Cuiabá, na manhã desta terça-feira (24).

De acordo com relatos da vítima à Polícia Militar (PM), ele estava em casa sozinho. O estuprador chegou na casa do menino para buscar um carrinho de mão e ao perceber que não havia mais ninguém no local, colocou o pênis para fora da calça, agarrou o garoto e o forçou a fazer sexo oral.

Assustado, o menino conseguiu fugir das investidas do tio. Quando os pais chegaram em casa, ele relatou o ocorrido e eles acionaram a PM.

Quando os policiais chegaram ao local, o acusado foi tentar tirar satisfações sobre o que estava acontecendo, mas ao perceber que seria preso, tentou fugir.

Depois de ouvir o depoimento da criança, os policiais deram voz de prisão ao acusado, que foi algemado e conduzido à Central de Flagrantes.

O estuprador ficou detido para providências da Polícia Civil.

Outros casos

No dia 19 deste mês, a Polícia Civil prendeu L.B.O., de 63 anos, e M.L.A.O., de 35 anos, avô e pai, respectivamente, de uma menina de 10 anos que era estuprada por ambos, todos os dias, em São Félix do Araguaia (a 1200 km a Nordeste de Cuiabá).

Conforme a polícia, os dois obrigavam a criança a praticar atos libidinosos em diferentes momentos e diversas vezes por dia.

Um dia antes, a mãe de uma menina de 4 anos denunciou, um bombeiro civil – pai da garota - por ter estuprado a própria filha. Os abusos teriam acontecido no período em que a criança passou na casa dele.

No dia 17 de outubro o empresário identificado como A.C.S. foi preso por abusar sexualmente de uma garota de 11 anos na cidade de Juara (690 km de Cuiabá).


A Polícia Civil chegou até o criminoso, após uma denúncia anônima de que ele estava dando carona para a menor e cometia os abusos dentro do carro.


CAMILA PAULINO
RepórterMT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.