Mulher sargento é espancada pelo companheiro que descobriu ser criminoso

Teste de Espaço de Anúncio
Mulher sargento da Polícia Militar de Mato Grosso de 36 anos é agredida e ameaçada de morte pelo companheiro de 28, em Cuiabá, na noite de sábado (9). O eletricista Roger da Cruz Galharte foi autuado por lesão corporal depois de produzir hematomas na sargento, no apartamento onde residem no bairro Bordas da Chapada. Autônomo foi localizado por policiais militares muito alterado, sob efeito de álcool, depois que vizinhos acionaram socorro para a vítima e a filha dela, de 2 anos.
Sargento contou que pediu a separação do companheiro que vinha demonstrando comportamento agressivo nos últimos 6 meses dos 2 anos em que conviveram.

Homem se recusava a deixar o apartamento e por volta das 19h35 chegou embriagado e passou a agredi-la, chegando a colocá-la contra a parede e enforcá-la, na presença da criança que é fruto de relacionamento anterior. Ela foi encontrada com sangramento no nariz, hematoma no olho esquerdo e escoriações no pescoço.

Sem conseguir se defender ou desvencilhar, vítima passou a gritar por socorro e foi atendida pelos vizinhos, que chamaram a polícia. Suspeito ainda quebrou o aparelho celular da vítima, impossibilitando-a de pedir ajuda.

Vítima ainda relatou em depoimento na Central de Flagrantes, que teme pela sua vida, pois o agora ex-companheiro ameaçou-a de morte, caso chamasse a polícia.

Ela acredita que realmente ele é capaz do crime, pois descobriu recentemente que possui antecedentes criminais, inclusive por tentativa de homicídio e ressaltou a necessidade da Justiça enviá-lo para outro Estado, de preferência Mato Grosso do Sul (MS), onde vive a família dele.


Suspeito negou as agressões. Ele foi autuado por ameaça e lesão corporal e passará por audiência de custódia no Fórum da Capital. Suspeito já teve condenação anterior por tráfico de drogas.

Izabel Barrizon, repórter do GD

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.