Jovem é preso por matar travesti e delegado aponta homofobia em MT

Vítima foi encontrada morta caída de bruços na rua,
Vítima foi encontrada morta caída de bruços na rua,
Suspeito fez brincadeiras em tom de homofobia para as travestis antes do crime
Um jovem de 24 anos foi preso nesta segunda-feira (25) suspeito de ter matado a tiros a travesti Tabata Brandão, de 30 anos, no dia 25 de junho em Rondonópolis, a 691 km de Sinop. Segundo a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), durante a investigação ficou constatado motivação homofóbica, por causa da orientação sexual da vítima.

Valdinei Souza da Silva, de 24 anos, conhecido como ‘Vavá’, foi preso em uma ação entre a Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Nas investigações, a Polícia Civil contou com apoio de testemunhas e representantes LGBT.

De acordo com o delegado Thiago Damasceno, a investigação constatou motivação homofóbica. No dia do crime Valdinei passou pelo local e 'brincou' com um grupo de travestis. Tabata teria revidado as agressões verbais. Valdinei foi para casa e retornou com uma arma de fogo para matar a vítima.

O suspeito foi localizado na casa dele, um barraco de madeira no Bairro Pedra 90. No local, cães da Polícia Federal ajudaram nas buscas por drogas e armas. Ele será indiciado por homicídio qualificado e motivo fútil, que impossibilitou defesa da vítima.

Valdinei ainda será interrogado e encaminhado para a Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis. Ele foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária, de 30 dias.

Fonte: Redação com G1 MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.