Ginecologista é preso após supostamente obrigar paciente a fazer sexo oral nele

Teste de Espaço de Anúncio
Foto: Reprodução: O médico foi preso em flagrante e negou as acusações.

Um médico ginecologista de 67 anos foi preso suspeito de estuprar uma paciente durante um atendimento em um posto de saúde de Janaúba, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, de 40 anos, relatou que foi trancada dentro do consultório e após tirar a roupa para um exame, o médico acariciou as partes íntimas dela. Em seguida, ele ficou sem roupa e a obrigou a fazer sexo oral nele.

“A mulher saiu do consultório desesperada e procurou a polícia. Um funcionário confirmou que o ginecologista exigiu uma porta com chaves somente na hora de atendê-la”, disse o delegado que investiga o caso, Bruno Fernandes Barbosa.

O médico foi preso em flagrante e negou as acusações. “O autor afirmou que a mulher tinha interesse em prejudicá-lo, porém eles nem se conheciam e essa era a primeira consulta da paciente com ele. Os elementos foram suficientes para efetuar a prisão e vamos investigar se ele tem envolvimento em outros crimes dessa natureza”, afirmou o delegado.

O médico foi encaminhado ao presídio da cidade. Segundo a Polícia Civil, ele atua como ginecologista, em Janaúba, há 38 anos.

Ao G1, a Prefeitura de Janaúba informou que não irá se manifestar sobre o caso até a conclusão da investigação.
G1

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.