Garimpo ilegal é fechado e 21 pessoas são presas em município de MT

Teste de Espaço de Anúncio
Material apreendido em garimpo durante ação das polícias Civil e Militar, e sistema penitenciário em
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)Material apreendido em garimpo durante ação das polícias Civil e Militar, e sistema penitenciário 
Polícia estima que 10 alqueires de floresta amazônica tenham sido derrubados
As polícias Civil e Militar, em parceria com o sistema penitenciário, fecharam um garimpo clandestino no município de Aripuanã, a 816 km de Sinop, e prenderam 21 pessoas nessa quarta-feira (19). Elas foram flagrados revirando o solo em busca de metais preciosos.

Aproximadamente 10 alqueires de floresta amazônica foram devastados. Foram apreendidas cinco motos, uma amostra de ouro em pó, balança de precisão e uma escavadeira hidráulica. A área explorada ilegalmente fica a aproximadamente 18 km da cidade.

Os 21 presos foram autuados por associação criminosa, destruição de floresta nativa, extração ilegal de recursos naturais e espulho possessório. Em razão da soma das penas ser maior que quatro anos, não foi arbritrada fiança a nenhum deles.

Os garimpeiros foram surpreendidos pela polícia quando separavam as pedras maiores de uma parte da área, enquanto outros as lançavam nos lavabos grandes de madeira para purificá-las em porções menores, com o uso de motores bombas.

Os policiais também viram uma escavadeira hidráulica sendo usada para revirar o solo e o subsolo, além de outros garimpeiros batendo areia em busca de metais preciosos.

A Polícia Civil informou que vai acionar o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) para autuação administrativa.




Fonte: G1 MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.