Da liberdade para a morte

Teste de Espaço de Anúncio
Jovem concedeu entrevista um dia antes de ser assassinado
Reprodução TV CapitalJovem concedeu entrevista um dia antes de ser assassinado
Rapaz foi preso com uma arma de fogo na manhã anterior do crime
Antes de ser morto, Vinicius kauan dos Santos de 18 anos, vulgo “Perninha” pediu encarceramento no Presídio Osvaldo Florentino Leite (Ferrugem), como medida de proteção contra criminosos fora da prisão.  O alvará de soltura, proferido pela juíza Rosangela Zacarkin, concedeu a liberdade para a morte do rapaz.
Durante a carreira criminosa, vulgo “Perninha”, assassinado por três tiros, formou inimigo.  De acordo com a polícia, em julho de 2016, após ser preso por assalto, o jovem assumiu a autoria de quatro homicídios. As vítimas "Gugu", "Ratinho", Cristiano  e Michael também estavam ligadas ao crime.
Vinicius viveu as últimas horas pressentindo a morte. O rapaz foi assassinado com tiros no rosto a queima-roupa, em uma estrada escura enquanto voltava da prisão.
 


Fonte: André Jablonski

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.