Vídeo mostra suposto 'gato' em rede elétrica na casa de secretário de Sorriso

Profissionais da Energisa retiraram o medidor da casa do secretário
O secretário de Obras, Pedrinho Gilmar Silva nega qualquer irregularidade e diz que está sendo vítima de difamação. A Energisa declarou que o procedimento é sigiloso.
Um vídeo que circula nas redes sociais mostra funcionários da empresa Energisa retirando um medidor de energia da casa do secretário de Obras da cidade de Sorriso (420 km de Cuiabá), Pedrinho Gilmar Silva, investigado por fraudar o consumo, fazendo o sistema vulgarmente conhecido como "gato".

O homem que gravou o vídeo, mas que não quis se identificar, narra que o secretário mora em uma mansão onde estaria consumindo R$ 130 de energia, valor considerado baixo pela necessidade do tamanho da casa.

“Olha o tanto de ar condicionado que tem na casa do ‘homem’. Vinha só R$130 reais de energia. Essa é a casa do Pedrinho da Honda Car”, disse o homem durante a gravação que tem duração de 1min e 38 segundos.


Veja o vídeo

Outro lado

Na manhã desta quarta-feira (1º), o secretário concedeu entrevista coletiva ao lado do seu advogado, Marcos Romerio e negou que tenha cometido qualquer fraude para obter qualquer tipo de benefício. 

“Eu não fiz gato. A minha casa está à disposição para averiguação. Eu tenho hoje na Energisa mais de 10 padrões de imóveis e eu faço questão de deixar claro para a população de Sorriso, que moro aqui há 34 anos e nunca precisei passar por uma situação dessas para me promover ou fazer economia de valor. Eu coloco a minha empresa ou a minha casa, à disposição da sociedade ou de qualquer outro órgão para que seja fiscalizada”, declarou.

O secretario disse que o vídeo é maldoso e que nunca teve uma conta de R$ 130 na casa, como diz o vídeo. Ele chegou apresentar uma conta do mês de fevereiro com o valor de mais de R$ 500.

“Esse cara (que divulgou o vídeo) tem que ter informações precisas da minha conta de luz e ele não tem. Eu tenho de R$ 300, R$ 400, R$ 500, que dá uma média de R$ 300 por mês. Então, esse vídeo que está circulando é uma coisa maldosa. Isso não se faz com um cidadão de bem”, explicou.

O secretário informou ainda que comprou a casa há cerca de um ano e que ela já estava quase concluída, faltando apenas alguns  acabamentos, e que grande parte da rede elétrica já estava pronta.

Já o advogado do secretário, afirmou que o procedimento adotado pela Energisa de fazer a troca do medidor é absolutamente normal e que o medidor será enviado para Minas Gerais para ser aferido, mas que até o momento nada foi comprovado.

O advogado também diz que buscará identificar quem foi o autor do vídeo para que ele seja representado pela calúnia cometida contra o secretário.

Veja a nota da Energisa

"A Energisa informa que a equipe que estava no local, realizava um procedimento padrão e rotineiro. Em respeito à privacidade dos clientes a empresa não está autorizada a passar detalhes. A Energisa também afirma que o vídeo não foi feito por colaboradores próprios ou contratados e por isso não se responsabiliza por qualquer informação divulgada no material".

luz.jpg
O secretário mostrou aos jornalistas a conta de luz do mês de fevereiro no valor de R$ 564,42
Repórter MT 

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.