Equipe da Tv Nativa entrevista com exclusividade diretora de creche onde bebê passou mal

Teste de Espaço de Anúncio
Redação R7AF
O bebê de 4 meses estava internado no Hospital Regional e acabou falecendo.
Após a morte do pequeno Jorge Ricciele Gaio Sousa de 4 meses, a equipe de reportagem da Tv Nativa falou com exclusividade com a diretora da Creche Municipal Laura Vincuna, onde o bebê estava matriculado desde o último dia 11. Maridilva Oliveira recebeu o repórter Arão Leite e o cinegrafista Fernando Sousa na escola, que amanheceu nesta quarta-feira com as portas fechadas e de luto.
Bastante emocionada, a diretora explicou que a instituição hoje, atende 272 crianças e conta com dois berçários com atendimento para bebês de 4 a 11 meses e que Jorge, era o caçula da escola, por isso, os cuidados e atenção com o pequeno eram maiores. “O cuidado com ele era triplicado, por que era uma criança que não sentava, tinha que sempre estar com ele no colo, mamar sempre no colo”. Maridilva também conta que o bebê não estava bem nos últimos dias e que a mãe, havia orientado as professoras quanto aos cuidados com a saúde dele. “Ele ficou sem vir na escola na quinta e na sexta, e a mãe chegou com a receita na segunda para a gente aplicar um soro apenas no nariz dele para desobstrução nasal”.
No início da tarde de ontem, terça-feira (06), após Jorginho como era chamado, ter dormido uma das professoras voltou no berço onde estava o bebê e percebeu que ele não respirava, momento em que a direção da escola e o Corpo de Bombeiros foram acionados. “Ele foi dormir por volta do meio dia e trinta e cinco, que é o horário do soninho deles. Cerca de cinco minutos depois as duas técnicas que ficam na sala nesse período, elas sempre observam eles mesmo dormindo elas sempre estão com o cuidado de observar, uma das TDI’s foi até o berço dele e percebeu que ele não estava respirando, então ela mexeu com ele, virou ele de posição quando notou que ele estava todo molinho. Então elas pediram socorro imediatamente, a coordenadora que estava na escola no momento ligou para o Corpo de Bombeiros e eles não demoraram cerca de um minuto e meio para chegar na escola, enquanto isso uma mãe que é fisioterapeuta que estava no momento entregando uma das crianças dela prestou os primeiros socorros”, explica a diretora. Jorge ficou internado em estado grave no Hospital Regional e durante a noite, não resistiu e faleceu devido um quadro de broncoaspiração (condição em que alimentos, líquidos, saliva ou vômito são aspirados para as vias aéreas).

Ao fim da entrevista, em meio as lagrimas Maridilva afirma que a escola fez todos os procedimentos necessários e que todo o quadro escolar está profundamente abalado com o ocorrido. “Queremos falar para os pais, que a escola está toda enlutada, que a gente não tem palavras nessa hora para falar pra eles, mas que a gente fez o que a gente pode, e que não aconteceu nada aqui na escola que tenha ocasionado isso em momento nenhum, momento nenhum”, finaliza a diretora.

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.