Médico que chorou em entrevista deixa direção de Hospital Regional de Sorriso

Teste de Espaço de Anúncio
Roberto Satoshi pediu demissão junto com a diretora regional do Hospital de Sorriso
Roberto Satoshi pediu demissão junto com a diretora regional do Hospital de Sorriso
Funcionários e médicos do estão sem salário desde março e atendimento foi afetado
O diretor técnico do Hospital Regional de Sorriso, a 90 km de Sinop, Roberto Satoshi, que chorou durante entrevista sobre a precariedade na unidade de saúde por atrasos nos repasses por parte do governo do estado, deixou o cargo nesta quarta-feira (24). Segundo o médico, ele deixou o cargo após a exoneração da diretora regional, Lígia Souza Leite.

Sem pagamento de funcionários e médicos, o hospital está com serviços suspensos e, alguns setores, como alimentação e lavanderia, também foram afetados. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que enviou uma equipe técnica ao hospital para fazer um diagnóstico da situação.
Alguns serviços, como cirurgias, estão parcialmente suspensos desde março porque os médicos estão há três meses sem receber. Segundo a direção, a dívida do estado com a unidade é de R$ 8 milhões. O governo informou que vai repassar nesta semana R$ 54 mil para a compra de comida, que firmou um acordo com a lavanderia para a retomada dos serviços e que está se esforçando para quitar os repasses atrasados.


Fonte: Redação com G1 MT

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.