Jovens desenvolvem canudo 'anti-estupro' que detecta drogas em bebidas


As estudantes Carolina Baigorri, Victoria Roca e Susana Cappello criaram um canudo capaz de detectar drogas e evitar casos de estupro e assédio. Residentes do estado da Flórida (EUA), as três contaram que tiveram a ideia após notarem o preocupante número de casos de violência sexual.


"Sendo uma mulher jovem, sinto que esse é um problema que escutamos muito, especialmente quando entramos no ensino médio", Baigorri contou para o programa Inside Edition. O canudo muda de cor ao entrar em contato com três tipos de drogas muito comuns nesses crimes: anfetaminas, anestésicos e soniférios. O acessório adquire uma cor azul intensa para revelar a ameaça.


"Entendemos que isso não é uma solução definitiva, porque não acaba de vez com o estupro. Porém, queremos contribuir para diminuir o número de casos de violência sexual e de outras situações perigosas provocadas pelo contato com as drogas", afirmou Baigorri.

Agora, o trio que concluir a patente e começar a produzir o canudo em larga escala; o modelo escolhido foi a da campanha de financiamento coletivo, onde cada internauta contribui com valores preestabelecidos.


Fonte: RedeTV

Nenhum comentário:

Todos os recados postados neste mural são de inteira responsabilidade do autor, os recados que não estiverem de acordo com as normas de éticas serão vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros.

Tecnologia do Blogger.